Roseana Sarney desmente fake news sobre desistência e garante que sua candidatura ao Governo está de pé

 

 

Roseana Sarney nega desistência e reafirma candidatura ao Governo
Roseana Sarney nega notícias sobre desistência e reafirma que sua candidatura ao Governo está de pé

Foi de desabafo o tom usado pela ex-governadora Roseana Sarney (MDB) para desmentir rumores segundo os quais ela estaria se desistindo da corrida ao Palácio dos Leões. A emedebista criticou o que chamou de “fake news” (notícia falsa), fez críticas duras a jornalistas que propagaram a tal “informação”, e reafirmou que sua candidatura está de pé. A manifestação veio, de fato, no momento em que esses rumores, de tão repetidos, começavam a contaminar o meio político com a suspeita de que algo de errado estaria acontecendo na base da sua candidatura. Os esclarecimentos foram feitos em entrevista ao jornal O Estado, do qual é sócia majoritária, segundo informação divulgada pelo sempre bem informado blog do jornalista Gilberto Leda. “Tá mantida a pré-candidatura. Todas essas notícias são fake news e refletem algum tipo de medo da minha pré-candidatura. A única pessoa que pode dizer se é candidata, ou não, se vou viajar, ou não, sou eu. Publicar uma coisa dessas sem me consultar, sem me perguntar, acho que não é ético por parte de jornalista nenhum”, disparou a ex-governadora, visivelmente incomodada com a fake news.

Roseana Sarney se relançou ao epicentro da corrida sucessória estadual num momento em que, de fato, sua reclusão vinha suscitando comentários. Não no sentido de que ela estaria desistindo, mas no contexto em que o seu projeto parece muito condicionado ao futuro do presidente Michel temer e o do MDB. Ela puxou o freio de mão para reduzir sua movimentação física, deixando no ar uma série de interrogações. Agora, ela desfaz a má impressão pelo intervalo dado à sua pré-campanha, mostrando que está situada no contexto político e se dizendo decidida a disputar o Governo do Estado, ainda na condição de pré-candidata.

Embora afirme, como fez no trecho da entrevista revelado por Gilberto Leda, que só a ela cabe decidir se é candidata ou não, Roseana Sarney sabe que sua candidatura não é um projeto pessoal. Ela representa um grupo poderoso, que perdeu o poder, está se desdobrando contra a decadência e precisa continuar acreditando que pode voltar ao comando político e administrativo do Estado. E nesse cenário, ela é o único nome do com lastro político e eleitoral que o grupo dispõe para participar da corrida com alguma chance de disputar o Governo com o governador Flávio Dino (PCdoB), que busca a reeleição embalado por uma gestão bem sucedida e por um prestígio político que há muito ultrapassou as fronteiras do Maranhão.

Nesse contexto, a verdade que se impõe para o Grupo Sarney é a seguinte: com ela a perspectiva já não é de certeza de vitória nas urnas, sem ela, o desfecho da guerra eleitoral pode ser um tremendo desastre, possivelmente maior do que o resultado de 2014. Política experiente, que conhece muito bem o jogo que está jogando e que tem como conselheiro a mais celebrada das raposas políticas do País neste momento, o ex-presidente José Sarney (MDB), Roseana Sarney tem plena consciência de que não pode dar qualquer passo em falso, sob pena de arrastar ela  própria e seus aliados para o abismo, selando de uma vez por todas

o destino do Grupo que lidera. Além do mais, Roseana Sarney espera logo  superar uma das maiores dificuldades do seu projeto: atrelá-lo a um candidato presidencial, com a agravante de que esse nome dificilmente sairá das fileiras do MDB.

É nesse contexto de uns fatores que lhes são favoráveis e de outros que a inibem que a ex-governadora fala alto para rebater petardos que tentam convencê-la a permanecer em casa.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Poder Legislativo e Poder Judiciário firmam parceria para uso da TV Assembleia pelo Tribunal de Justiça

Othelino Neto, José Joaquim Figueiredo dos Anjos e Marcelo Carvalho firmam Termo de Cooperação da uso da TV Assembleia
Othelino Neto, José Joaquim Figueiredo dos Anjos e Marcelo Carvalho firmam Termo de Cooperação da uso da TV Assembleia

Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça deram ontem um passo importante e pioneiro para fortalecer a presença do Poder Judiciário num País em que a comunicação de massa chegou ao ponto em que as sessões das Casas Legislativas e as Cortes superiores de Justiça, a começar pelo Supremo Tribunal Federal, são  transmitidas ao vivo. Num ato de clara relevância, realizado ontem no Salão Nobre do Palácio Clóvis Bevilacqua, sede do Poder Judiciário, os presidentes da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), e do Tribunal de Justiça, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, e o corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva, firmaram o Termo de Cooperação para veiculação do programa “Justiça Cidadã”, na TV Assembleia (Digital – Canal 51.2 e TVN – Canal 17).

O que pode parecer um simples ato de parceria entre dois Poderes, o R=termo de Cooperação vai tirar a Assembleia Legislativa do isolamento no universo da comunicação institucional, que no Brasil vem avançando velozmente depois da instalação das TV Senado, TV Câmara e TV Justiça, num processo que se espraiou pelo País e que teve a TV Assembleia do Maranhão como uma das pioneiras e que logo se tornou uma referência.  Durante a cerimônia, presidente Othelino Neto, que é jornalista por formação  salientou a importância da assinatura do Termo de Cooperação. “Esta parceria enriquece muito a grade do canal da nossa TV Assembleia e representa um marco de grande alcance na história tanto do Legislativo quanto do Judiciário do Maranhão”, afirmou Othelino, frisando que, muito em breve, outras instituições também deverão se incorporar à grade da TV Assembleia.

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos, declarou que essa cooperação entre Legislativo e Judiciário, na área da comunicação, representa um ganho não apenas para a Magistratura, e sim para toda a população. “Este Termo tem o sentido de contemplar, também, aqueles que mais precisam, aqueles menos favorecidos, que poderão ter livre acesso às informações sobre o que o Judiciário do Maranhão está fazendo. Vale lembrar que, nos dias de hoje, cabe cada vez mais à magistratura não só decidir, mas dar eficácia às decisões.  O que devemos fazer, portanto, é dar efetividade às nossas decisões de modo que, nesta perspectiva, esta parceria com a Assembleia Legislativa terá um papel preponderante como um novo canal de interlocução com a sociedade”, declarou o presidente José Joaquim Figueiredo dos Anjos.

No mesmo tom, o corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva, afirmou que a assinatura do Termo de Cooperação é um dos atos mais importantes da atual administração. “Este ato representa um grande marco para o Poder Judiciário porque, a partir de agora, através de um programa de TV, a Justiça aproxima-se cada vez mais do cidadão. É um novo canal de comunicação desta nossa Casa, em cooperação com o Poder Legislativo do nosso Estado”, ressaltou o desembargador-corregedor.

Um dos principais responsáveis pela sua viabilização, o diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa, jornalista Edwin Jinkins, também destacou a importância do Termo de Cooperação, frisando que o objetivo desta parceria é estreitar as relações e reforçar a harmonia entre os dois poderes e, destes, com a sociedade, levando informação de qualidade e orientação sobre os assuntos e temas da área jurídica. Observou que a Assembleia Legislativa do Maranhão possui uma das maiores estruturas de Comunicação pública do país. “Essa parceria é de suma importância porque vai levar ao público da TV Assembleia conteúdo diferenciado e de qualidade, ampliando assim a grade de programação da emissora, oferecendo mais informações e estreitando as relações com os cidadãos maranhenses”, assinalou Edwin Jinkins.

Ao lado de assessoras do Tribunal de Justiça, os jornalistas Edwin Jinkins,(centro) e Silvia Tereza e Antonio Carlos articularam a cooperação
Ao lado de assessoras do Tribunal de Justiça, os jornalistas Edwin Jinkins,(centro) e Silvia Tereza e Antonio Carlos articularam a cooperação

O diretor de Comunicação do Tribunal de Justiça, Antônio Carlos de Oliveira, que também teve atuação importante na viabilização da parceria, informou que a estreia do programa acontece neste sábado (28), ao meio-dia, com reprise às segundas e quartas-feiras, às 21h. Sua formatação conta com reportagens, quadros informativos e entrevistas com magistrados e outros profissionais do Direito, para que a população conheça as ações e serviços do Poder Judiciário.

 

 

 

1º de Maio: Luis Fernando homenageia servidores antecipando salários.

Luis Fernando: finanças em ordem e homanegem aos servidores pelo 1º de Maio
Luis Fernando: finanças em ordem e homenagem aos servidores pelo 1º de Maio

Numa demonstração de que a Prefeitura de São José de Ribamar está com as finanças ajustadas, o prefeito Luis Fernando Silva (sem partido) resolveu fazer um mimo para o funcionalismo ribamarense: anunciou que o pagamento da folha, que estava agendado para o dia 2 de Maio, será antecipado para o dia 30 de Abril. Antecipação foi a maneira que Luis Fernando Silva  encontrou para homenagear os servidores que comanda por conta do 1º de Maio, data universalmente dedicada ao trabalhador.

A medida até que poderia ser interpretada pelo viés da demagogia, mas no caso, o prefeito Luis Fernando Silva cacife político e ético para justificar que a antecipação dos salários dos servidores em dois dias, dando-lhes a oportunidade de passar o 1º de Maio com folga financeira, Com a medida, bem recebida pelos servidores, Luis Fernando Silva dá uma demonstração de que, mesmo ameaçado pela  crise que atravessa o País, agravadas  pelas bimbas de efeito retardado deixada pela última gestão, que alcançaram  o patamar dos R$ 40 milhões.

– Apesar de todas as dificuldades, desde o ano passado, nunca atrasamos um dia de salário, equilibramos as finanças do município e ainda conseguimos conceder reajuste aos professores no passado –  lembra o prefeito, que tem a seu favor dois argumentos relacionados a pagamento do funcionalismo: implantou um calendário  de pagamento e está entre os  prefeitos que não atrasaram salários nos 16 meses do atual mandato.

São Luís, 28 de Abril de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *