Com o desafio de dar sobrevida ao Grupo, Adriano Sarney se declara pré-candidato a prefeito de São Luís

 

Adriano Sarney quer encarar o desafio de representar o Grupo numa disputa em São Luís

“O Grupo Sarney tem pré-candidato à Prefeitura de São Luís. Sou  eu”.  A afirmação, feita de maneira categórica, partiu do deputado estadual Adriano Sarney (PV), ontem, no plenário da Assembleia Legislativa, numa conversa informal com o titular da Coluna e com o blogueiro Diego Emir. O parlamentar não citou nenhum outro nome, deixando no ar a impressão de que a cúpula do Grupo liderado por seu avô, o ex-presidente José Sarney (MDB), está de fato trabalhando com essa possibilidade. “E eu estou pronto para ser o candidato”, acrescentou Adriano Sarney, reconhecendo, com visível franqueza, que, se entrar mesmo na corrida ao Palácio de la Ravardière, poderá enfrentar candidatos com elevadíssimo poder de fogo político e eleitoral, como o deputado federal Eduardo Braide (sem partido) e os deputados estaduais Neto Evangelista (DEM), Duarte Jr. (PCdoB) e Wellington do Curso (PSDB), ou ainda um nome que reúna o apoio dos principais partidos da aliança liderada pelo governador Flávio Dino (PCdoB), como o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), entre várias outras possibilidades.

Primogênito da terceira geração da linhagem política iniciada por José Sarney e único sobrevivente da família no crivo das urnas em 2018 – seu pai, Sarney Filho, não conseguiu eleger-se senador, e sua tia, Roseana Sarney, foi derrotada para o Governo do Estado -, o que lhe dá a enorme responsabilidade de mantê-la viva na seara política estadual, o deputado Adriano Sarney não esconde a consciência que tem do seu papel no contexto familiar e no seu campo político. Tanto que lidera uma bancada de três deputados sem unidade, mas sem abrir mão de fazer Oposição sem trégua ao Governo Flávio Dino, mesmo ciente de que não tem qualquer chance de sequer arranhar a bem armada muralha governista. É nesse contexto que Adriano Sarney se apresenta como pré-candidato a prefeito de São Luís.

O parlamentar do PV sabe que, em princípio, o cenário não lhe é favorável, por conta de dois fatores básicos. O primeiro é que o tabuleiro da política ludovicense está fortemente ocupado pela aliança comandada pelo governador Flávio Dino, tendo no momento o PDT como detentor do controle da máquina municipal; e o segundo é que historicamente o Grupo Sarney nunca venceu uma eleição para prefeito de São Luís, mesmo quando José Sarney foi presidente da República – naquele período a banda sarneysista sofreu duas derrotas, uma com o candidato Jaime Santana (PFL), derrotado por Gardênia Castelo (PDS), em 1985, e outra com Jackson Lago (PDT), que derrotou a Carlos Guterres (PMDB), candidato da aliança Sarney/Cafeteira, em 1988. Adriano Sarney sabe que suas chances nessa corrida são reduzidas, mas minimiza a perspectiva desfavorável com o argumento de que, independentemente do cenário pouco estimulante, é mais inteligente entrar na luta do que dela se omitir.

– É bom para mim e para o nosso grupo ser candidato a prefeito – avalia, parecendo estar movido pela máxima esportiva segundo a qual “o importante é competir”.

Ao afirmar ser pré-candidato a prefeito de São Luís, o deputado Adriano Sarney dispara uma ducha de água fria nas especulações que sugeriram uma série de nomes como potenciais pré-candidatos do Grupo Sarney. Três exemplos: a arquiteta e presidente nacional do IPHAN, Kátia Bogea – que também disse a vários interlocutores que não está interessada na disputa, preferindo continuar onde está -, o empresário e ex-suplente de senador Lobão Filho (MDB), e a própria ex-governadora Roseana Sarney (MDB), que teria admitido a possibilidade de candidatar-se em conversa com aliados. Não será surpresa se a pré-candidatura de Adriano Sarney seja mais que um projeto pessoal e que a cúpula do restou do sarneysismo esteja mesmo enxergando nele o caminho para restaurar pelo menos parte do poder que já exerceu no Maranhão.

E a julgar pelo ânimo com que o parlamentar se proclama pré-candidato ao Palácio de la Ravardière, é provável que ele já esteja escalado para entrar na guerra pesada que será a disputa de 2020, a começar pelo fato de que a aliança comandada pelo governador Flávio Dino está determinada a continuar no   comando da Capital elegendo o sucessor do prefeito Edivaldo Holanda Jr. (PDT).

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Rildo Amaral prevê que se os aliados de Flávio Dino se juntarem, a aliança vencerá a eleição em Imperatriz

Rildo Amaral afirma estar na corrida para ser o candidato de uma aliança dinista à Prefeitura de Imperatriz

Se o governador Flávio Dino entabular um acordo que contemple seus aliados, não há dúvidas de que o candidato que for lançado por seu grupo será eleito prefeito de Imperatriz, o segundo maior e mais importante município do Maranhão, hoje controlado pelo MDB, exatamente porque as correntes aliadas de Flávio Dino não se uniram em 2016. A avaliação é do deputado estadual Rildo Amaral (SD), que aponta como pré-candidatos da aliança dinista o deputado Marco Aurélio (PCdoB), atual líder do Bloco governista na Assembleia Legislativa, o secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto, e ele próprio.

Com a segurança e a autoridade de quem se elegeu três vezes vereador em Imperatriz e de lá saiu com 23 mil votos na corrida à Assembleia Legislativa, o deputado Rildo Amaral avalia que o prefeito Assis Ramos (MDB) será candidato forte à reeleição, mas não terá cacife para se reeleger se as correntes aliadas ao governador Flávio Dino se mobilizarem em torno de um candidato, que poderá ser ele próprio. Isso porque Assis Ramos irá para as urnas sem uma base de apoio forte, já que as forças ao Grupo Sarney na antiga Vila do Frei foram dizimadas nas eleições de 2018. Nem o empresário Ribinha Cunha (PSC), que ficou em quarto lugar na disputa municipal de 2016, apoiado pelo então prefeito Sebastião Madeira (PSDB) e derrotado fragorosamente em 2018 como vice na chapa de Roseana Sarney, terá ânimo para entrar na briga pela Prefeitura.

A avaliação do deputado Rildo Amaral – que responde a cada pergunta com a precisão de quem sabe exatamente o que está dizendo – parece fazer todo sentido, já que até aqui não há sinais de que o prefeito Assis Ramos tenha encantado os imperatrizenses com um Governo espetacular nem que haja uma força emergente na corrida para a Prefeitura. Isso mesmo levado em conta o fato de que o ex-prefeito Sebastião Madeira, ainda curando as feridas acusadas pelo desastre tucano em 2018, esteja saindo da inércia e começando a se movimentar para procurar o caminho das urnas de 2020.

 

Já presidente da Comissão de Saúde, Helena Duailibe assume a Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa

Helena Duailibe (de branco) no ato da posse, tendo os deputados Adelmo Soares e Rigo Teles à esquerda e as deputadas Daniella Tema e Thaíza Hortegal à direita.

A Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa já tem nova titular: a deputada Helena Duailibe (Solidariedade). Ela foi eleita por unanimidade e empossada na quarta-feira (27) para comandar o órgão legislativo no biênio 2019/2020. Helena Duailibe será a segunda deputada a exercer o cargo, que foi criado em 2016 e assumido pela então deputada Valéria Macedo (PDT), que o exerceu por dois anos. Com a posse, Helena Duailibe amplia fortemente seu espaço de influência na atual legislatura, já que há duas semanas foi eleita para a presidência da movimentada e influente Comissão de Saúde da Casa.

Ao empossá-la, o presidente Othelino Neto (PCdoB) desejou êxito à deputada Helena Duailibe e assegurou que ela terá todas as condições necessárias para cumprir sua missão com desvelo, de modo a valorizar o espalho de promoção de políticas públicas de proteção da mulher. O presidente da Assembleia manifestou plena certeza de que, sob o seu comando de Helena Duailibe, o trabalho da Procuradoria continuará sendo desenvolvido de forma brilhante, a exemplo do que aconteceu com a primeira procuradora, a deputada Valéria Macedo (PDT), no biênio 2016/2018. “Conte com todo o apoio desta Presidência para que a Procuradoria da Mulher continue sendo espaço de combate a práticas tão nocivas que, infelizmente, ainda hoje assustam a sociedade brasileira”, enfatizou Othelino Neto.

Helena Duailibe disse que terá a grande responsabilidade de dar continuidade ao trabalho iniciado pela ex-deputada Valéria Macêdo. E informou que buscará alternativas junto a todos os segmentos que trabalham com a causa das mulheres, fazendo com que políticas públicas de prevenção sejam cada vez melhor implementadas, de modo a enfrentar questões dramáticas como a do feminicídio, por exemplo.

– Não podemos mais ouvir nos noticiários que pessoas foram assassinadas. Nós temos que trabalhar políticas de prevenção. Vai ser um grande desafio. Vamos procurar informar as mulheres dos seus direitos e onde elas podem buscar as ações. Este vai ser o grande elo nosso com as mulheres – acentuou Helena Duailibe.

São Luís, 28 de Fevereiro de 2019.

6 comentários sobre “Com o desafio de dar sobrevida ao Grupo, Adriano Sarney se declara pré-candidato a prefeito de São Luís

  1. Como oposicionista ao governo do estado e seus excessos, o deputado Adriano tem desempenhado com responsabilidade o seu papel, gosto de suas coerência e inteligência, um bom nome para tirar o espectro do PDT da prefeitura de São Luís porque não dá mais fingir que a atual gestão tem feito avanços porque não é verdade.

  2. Tenho lido os artigos do Deputado Adriano e super concordei com o que ele falou. A Prefeitura de São Luís precisa de alguém que debata os problemas e crie as soluções, o PDT até hoje não criou soluções, só fala dos problemas. Parabéns ao Deputado por ter essa visão crítica da mobilidade em São Luís e realmente estudar e encontrar as soluções que a nossa capital precisa. Tem o meu apoio!

  3. A nova política requer um debate de ideias, requer sair de gabinetes e aproximação com o povo. Essa postura do deputado Adriano está alinhada a isso. Se ele continuar seguindo nessa linha até lá tem meu voto…

  4. Preparado e bom nome para a prefeitura. Quero convidar a estes que criticam o deputado apenas pelo nome, que venham conhecer o trabalho do Adriano, vejo tanta hipocrisia, de pessoas dizendo que não deve se julgar um livro pela capa mas não perdem uma oportunidade de ir ”lacrar” no twitter criticando uma luta e um trabalho quem não conhecem! Tenho certeza que se vocês conhecerem o deputado e o trabalho do mesmo, irão mudar de opinião. VOCÊ NÃO É OBRIGADO A SEGUIR E MUITO MENOS COMPARTILHAR DAS MESMAS IDEAIS DA SUA FAMÍLIA SÓ PORQUE VOCÊ É MEMBRO DA FAMÍLIA. ACORDEM PELO AMOR DE DEUS.

  5. Se ele sair candidato, tem meu voto! Tem mostrado trabalhar realmente pelo Maranhão e por São Luís, destinando emendas parlamentares para São Luís, sendo atuante na Assembléia Legislativa e conversando com as pessoas. Político tem que ser assim, tem que ouvir as pessoas e andar nas ruas para saber os problemas da cidade! #EuVotoEmAdriano

  6. O Deputado Estadual Adriano esta muito bem preparado para ser Prefeito em São Luís, mostrou que tem competência, compromisso com o povo. Adriano tem grande projetos de melhoramento a nossa Ilha, sabe o que realmente a Ilha está precisando muito de atenção. Em relação ao Grupo Sarney está muito forte ainda, POIS vimos na campanha que ainda é o querido pelo Estado e continua se muito respeitado pelo povo.
    Logo após as eleições o povo volta a dizer que se arrepender de não te votado em Roseana. Que si pudesse volta atrás votariam na Roseana, isso é sinal que o Grupo Sarney saiu muito mais forte, fortalecido. Que não depende de ninguém para MOSTRA que o Grupo está vivo.
    O sinal disto é que os blogs do Governador Flávio Dino Não para de falar do Sarney E Murad, é sinal que o Grupo mesmo ausente ainda encomenda o governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *