Um dos grandes da MPB e ícone da cultura maranhense, Zeca Baleiro é homenageado pela Assembleia Legislativa

 

Zeca Baleiro,ostentando as duas medalhas, entre Flávio Dino, Othelini Neto e Daniella Tema. E agradecendo a homenagem fazendo o que sabe: cantando suas músicas

Das homenagens prestadas recentemente pela Assembleia Legislativa a personalidades maranhenses com a concessão das suas duas comendas, a Medalha do Mérito Legislativo Manoel Beckman – que reconhece o homenageado pelos bons serviços prestados ao Maranhão e ao País – e a Medalha do Mérito João do Vale – que destaca as ações do homenageado no plano cultural -, poucas foram tão justas e acertadas como a dedicada ao cantor e compositor Zeca Baleiro. A primeira comenda foi concedida por iniciativa do presidente do Poder Legislativo, deputado Othelino Neto (PCdoB), a segunda partiu da deputada Daniella Tema (DEM), e ambas as propostas foram aprovadas por unanimidade. A festa cultural em que se transformou a sessão especial de ontem expressou o acerto das concessões. Festejado pelos autores e seus pares, pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e por amigos, admiradores e familiares, Zeca Baleiro, um artista pouco afeito ao formalismo, não escondeu a satisfação de ser distinguido na instituição, principalmente pelo fato de que, mais do que um cantor e compositor, é reconhecido como um artista engajado e, em boa medida, um ativista político pela via cultural.

Convidado a saudá-lo, o governador Flávio Dino destacou o ato e justificou a homenagem, dando a dimensão de Zeca Baleiro, sua arte e sua postura no universo cultural do País e do Maranhão:    “A Assembleia, ao homenagear a cultura do Maranhão por intermédio destas duas referências – as medalhas Manuel Beckman e João do Vale -, presta um serviço a toda a população maranhense, porque nós sabemos que a cultura, na verdade, é sinônimo de vida. E Zeca Baleiro é um desses ícones, um desses símbolos, não só da atual geração de artistas maranhenses, mas da força da cultura do nosso Estado”. O governador falou com a autoridade de quem é seu contemporâneo e viveu as lutas políticas e culturais das quais Zeca Baleiro emergiu como um talento diferenciado no seio de uma geração de artistas como Joãozinho Ribeiro, por exemplo, e com uma postura de não-alinhamento ao poder de então.

Ao homenageá-lo, os deputados Othelino Neto e Daniella Tema sabiam que estavam destacando um artista maior, um ícone da Música Popular Brasileira de raiz maranhense. Na sua fala, o presidente foi preciso: “Estas homenagens são mais do que merecidas pela importância que Zeca Baleiro tem para a cultura do Brasil, especialmente do Maranhão”. E em seguida, a deputada assinalou: “É uma homenagem mais do que merecida em razão   dos relevantes trabalhos prestados pelo artista à cultura maranhense e ao Brasil, através da sua musicalidade e da sua poesia”. Os dois parlamentares expressaram, de maneira simples e objetiva, um sentimento que certamente domina todos os maranhenses, independentemente de cor, raça, credo, posição política e identidade cultural. Isso porque não existe, hoje, nenhum maranhense que, por mais distante que esteja do mundo da música, desconheça a existência de Zeca Baleiro, que não tenha ouvido pelo menos uma das suas centenas de composições.

Mais do que cantor e compositor, Zeca Baleiro é um militante cultural. Navega na poesia, na crônica, no teatro e, mais recentemente, surpreendeu as crianças com um musical a elas dedicado, e se mantém engajado com o incentivo a projetos de resgate social pela via da cultura. Tem posições claras na seara política, que expõe na forte crítica social contida em grande parte da sua produção musical – o disco feito em parceria com o ícone cearense Fagner é um soco no estômago suportado por uma beleza musical rara. Nesse universo, Zeca Baleiro há muito ultrapassou a fronteira dos que buscam um lugar ao sol. Sua obra, mais madura e requintada a cada disco, continua se avolumando, reforçando a sua condição artista consagrado. A homenagem de ontem na Assembleia Legislativa só reforça essa verdade indiscutível.

E foi nesse contexto que Zeca Baleiro declarou sentir-se lisonjeado com o gesto dos deputados Othelino Neto e Daniella Tema, e estendeu seus agradecimentos a toda a Assembleia Legislativa. “Sinto-me muito honrado e emocionado por esta importante homenagem aqui no Maranhão, nossa terra querida, diante de uma legião de amigos que conquistei ao longo de toda a minha vida. Sinto-me imensamente feliz e lisonjeado por essa dupla homenagem”, declarou. E foi aplaudido por parceiros de geração ali presentes, como os compositores Joãozinho Ribeiro, Josias Sobrinho – ícones como ele -, e amigos consagrados como a compositores Patativa e Nosly Marinho e o poeta Fernando Abreu, entre outros. Não podia ser diferente.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Pesquisa de julho mostrou Braide disparado na liderança da corrida à Prefeitura e Duarte Jr. em segundo

Eduardo Braide lidera corrida com ampla folga seguido por Duarte Jr.

Os números de uma pesquisa do instituto DataIlha divulgados ontem pelo blog Maramais e reproduzidos por vários outros blogs sobre quem é quem na fase de predefinição dos nomes que disputarão a Prefeitura de São Luís em 2020 chamam a atenção em alguns aspectos.

O primeiro é a liderança avassaladora do deputado federal Eduardo Braide (Podemos), que vai de 61,34% a 83,79% da preferência do eleitorado, dependendo do quadro de concorrentes, indicando que, se a eleição fosse agora, ele venceria em turno único, sem maiores problemas. O segundo ponto é a posição do deputado Duarte Jr. (PCdoB) em segundo lugar, variando de 14,45% a 16,43%, dependendo do cenário, o que o torna, pelo menos até aqui, o principal adversário de Eduardo Braide. E o terceiro é a “arrancada” do deputado federal Bira do Pindaré (PSB), que desponta em terceiro lugar, com mais de oito pontos percentuais em todos os cenários em que aparece. Surpreende a posição de Jeisael Marx (Rede), que aparece em três cenário. E o último ponto é a inexplicável não-inclusão do deputado estadual Wellington do Curso (PSDB), o que torna o levantamento pouco confiável, principalmente no que diz respeito às posições intermediárias, como as de Duarte Jr., Bira do Pindaré e Neto Evangelista (DEM), que chega também a 8% dependendo do cenário.

E o dado mais importante, além dos percentuais: segundo o próprio blog Maramais, a pesquisa teria sido realizada entre os dias 05 e 08 de Julho e teria ouvido 961 eleitores em 61 bairros o que significa uma defasagem de dois meses, sendo, portanto, uma informação de referência, mas que, provavelmente, não traduz a realidade do momento.

Os cenários:

Cenário 1

Eduardo Braide 61,34%, Duarte Jr. 14,45%, Bira do Pindaré 8,24%, Adriano Sarney 4,44%, Neto Evangelista 3,93%, Jeisael Marx 3,55%, Osmar Filho 2,79% e Rubens Jr. 1,27%.

Cenário 2 (Sem Jeisael Marx e Rubens Jr.)

Eduardo Braide 62,71%, Duarte Jr. 15,33%, Bira do Pindaré 8,56%, Neto Evangelista 5,36%, Adriano Sarney 4,85% e Osmar Filho 3,19%.

(Sem Osmar Filho)

Eduardo Braide 70,30%, Duarte Jr 16,43, Neto Evangelista 6,57%, Adriano Sarney 4,34% e Rubens Jr. 2,37%.

Cenário 4 (Sem Duarte Jr., Bira do Pindaré, Jeisael Mar e Osmar Filho)

Eduardo Braide 83,79%, Neto Evangelista 8,11%, Adriano Sarney 4,62% e Rubens Jr. 3,50%.

Vale aguardar um novo levantamento.

 

PT vai concluir neste mês processo de escolha dos seus dirigentes no Maranhão

Honorato Fernandes e Augusto Lobato serão confirmados no Maranhão e apoiarão são reeleitos e votarão pela reeleição de Gleisi Hoffman para presidente nacional do PT

O PT deve concluir neste mês o processo de escolha dos seus dirigentes no Maranhão. Pelos resultados ainda não oficializados do Processo de Eleição Direta (PED), os dirigentes municipais já foram escolhidos, tendo o vereador Honorato Fernandes sido confirmado no comando do partido em São Luís. Até o final deste mês, o PT realizará o processo de escolha da direção estadual, tudo indicando que o atual presidente, Augusto Lobato, continuará presidente da agremiação petista. Vencida a etapa estadual, os petistas maranhenses partirão para participar, por meio dos delegados escolhidos no PED, da eleição da direção nacional. E tudo indica que Augusto vai liderar a representação maranhense com a orientação de reeleger a agora deputada federal Gleisi Hoffmann para a presidência do partido, contra a corrente que vai tentar emplacar Fernando Haddad no comando do partido.  Em resumo, o PT maranhense vai continua sendo comandado pelo pessoal da tendência Construindo um Brasil Novo (CBN) que tem o ex-presidente Lula da Silva como líder máximo.

São Luís, 02 de Outubro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *