Rubens Jr. não confirma, mas é opção da Situação para disputar a Prefeitura de São Luís

 

Rubens Jr. pode vir a ser candidato a prefeito de São Luís, mas poderá apoiar Neto Evangelista e Duarte Jr. contra Eduardo Braide como candidato da Situação

Ao responder com um “nem sim nem não” à indagação de O Imparcial sobre se será candidato à Prefeitura de São Luís, argumentando que não é momento de falar das eleições municipais de 2020, o secretário de Estado das Cidades, Rubens Pereira Jr. deixou no ar a impressão que já domina os bastidores da corrida sucessória: o Palácio dos Leões vai entrar forte para ter um candidato de peso à sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Jr. (PDT). Deputado federal licenciado e nome de proa do PCdoB, Rubens Jr. sinaliza, com a resposta, que ele próprio está no jogo, como estão os deputados estaduais Duarte Jr. (PCdoB) e Neto Evangelista (DEM). Eles estão se movimentando com o aval do governador Flávio Dino (PCdoB) que, sem manifesta preferência, estimula os pretendentes a se   movimentarem no sentido de viabilizarem suas candidaturas. Nesse contexto, o secretário das Cidades é nome de peso, com possibilidades concretas de vir a ser ungido como candidato governista a prefeito da Capital.

Nesse contexto, uma verdade se impõe: o Palácio dos Leões vai usar dos os meios políticos republicanos para manter a Prefeitura na seara governista, mas trem pela frente a desafiadora tarefa de encontrar um candidato que faça frente e reverta o favoritismo do deputado federal Eduardo Braide (PMN), que até aqui lidera com folga essa corrida. Eduardo Braide demonstrou em 2016, quando ameaçou fortemente a reeleição do prefeito Edivaldo Jr., e em 2018, quando recebeu mais de 100 mil votos em São Luís para deputado federal, que não é um balão, ao contrário, é um candidato consistente. Daí a dificuldade de o governador Flávio Dino definir um candidato que enfrente o pré-candidato do PMN de igual para igual e em condições de virar o jogo e vença a eleição.

Assim como Neto Evangelista, Rubens Jr. pode vir a ser esse nome: é membro destacado da nova e bem sucedida geração de políticos maranhenses, com dois mandatos de deputado estadual e no segundo mandato de deputado federal, sempre com votação expressiva e crescente, e com excelente desempenho parlamentar, tanto na Assembleia Legislativa, quando na Câmara Federal, onde foi uma das vozes mais ativas na defesa do mandato da então presidente Dilma Rousseff (PT) e, depois, como opositor do Governo Michel Temer (MDB). Não foi, portanto, sem razão que o governador Flávio Dino o convocou para assumir a Secretaria das Cidades, cuja razão de ser fala por si.

Sem manifestar qualquer evidência nesse sentido, chegando mesmo a ironizar especulações abertas e amplas sobre possibilidades de candidaturas, o governador Flávio Dino trabalha com três nomes: Rubens Jr. e Duarte Jr., ambos do seu partido, e Neto Evangelista, podendo, numa possibilidade muito remota, acionar o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) para o desafio de enfrentar Eduard Braide. Os três fortes, leves e com cacifes diferenciados. Rubens Jr. é peso pesado na política convencional, na corrida pelo voto, ensinada pelo pai, o ex-deputado Rubens Pereira. Duarte Jr. é um outsider bem-sucedido, que tem muito poder de fogo nas redes sociais, que conquistou quando foi xerife ativo e ousado do Procon. E Neto Evangelista é também adepto da política convencional, da conversa, do agrado, com contato direto com o eleitor.

No momento, Rubens Jr. é, dos três, o que está mais estrategicamente posicionado se levada em conta a possibilidade de ele vir a ser candidato a prefeito de São Luís. Comanda uma pasta que trata exatamente dos assuntos – pavimentação, saneamento, habitação, equipamentos urbanos, etc. – que são discutidos nas campanhas para as eleições municipais. Se tiver recursos e vier a comandar ações bem planejadas, que mostrem as linhas gerais de uma gestão municipal como prefeito de uma cidade complexa e problemática como São Luís, poderá sair candidato com substância para quebrar o favoritismo do adversário que lidera. Ou aguardar para ser candidato ao Governo do Estado em 2022.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Nomeação de João Manoel Souza para secretaria do Ministério da Cidadania vincula MDB maranhense ao Governo Bolsonaro

A confirmação do professor e pastor pentecostal João Manoel Souza (foto) para a Secretaria de Esportes de Alto-Rendimento do Ministério da Cidadania atrela fortemente o braço maranhense do MDB ao Governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Por mais que o ex-governador João Alberto, que preside o partido no estado, afirme que nada teve a ver com a nomeação, feita a partir de uma indicação do ex-presidente José Sarney (MDB), a nomeação tem, sim, seu viés político. A partir de agora, o deputado federal João Marcelo (MDB), que vinha atuando com uma posição independente, deverá agora alinhar-se à base governista, seguindo a corrente emedebista da qual faz parte o ministro da Cidadania, Osmar Terra. Isso porque, mesmo afirmando que não negocia cargos, o Governo Bolsonaro não entregaria a importante secretaria ao professor João Manoel sem uma contrapartida política, tendo ele um irmão deputado federal. Ou seja, ainda que informalmente, sem uma declaração que oficialize sua posição, o braço maranhense do MDB está alinhado ao Governo Bolsonaro a partir de agora.

 

Comissão da Assembleia Legislativa vão debater problemas da Região metropolitana de São Luís

Hélio Soares, Dr. Yglésio e Carlinhos Florêncio: foco a região metropolitana

A metropolização da Ilha de São Luís será tema de audiência pública agendada pela Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Social da Assembleia Legislativa será realizada no dia 30 deste mês. Um dos focos da audiência será a situação dos matadouros existentes nos quatro municípios da Região Metropolitana, que reúne os municípios de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa. A audiência pública foi definida pelos deputados Dr. Yglésio (PDT), Hélio Soares (PR) e Carlinhos Florêncio (PCdoB). Os deputados também definiram a realização de uma reunião com os técnicos da Aged, na manhã da próxima terça-feira, para tratar questão dos matadouros públicos do Maranhão. Criada no Ato das Disposições Provisórias da Constituição Estadual de 1989 e regulamentada duas décadas depois, a Região Metropolitana da Ilha de São Luís ainda não se concretizou apesar de algumas políticas comuns firmada por seus municípios. Bem lembrado pelos membros da Comissão, o problema dos matadouros é um dos seus desafios, primeiro por se tratar de um caso grave de saúde pública, e depois pelo grande menos atenuem, o processo, os parlamentares já terão dado uma grande contribuição para a metropolização, que, se bem planejada, é o meio mais eficiente de integrar municípios que se concentram numa região, principalmente a liderada pela Capital.

 

Daniella Tema alerta para estrago das chuvas em Tuntum e reafirma pedido de ajuda feito pelo prefeito Cleomar Tema

Daniella Tema: preocupação com Tuntum por causa das chuvas

Tuntum está enfrentando problemas por causa das fortes chuvas que atingiram o município nos últimos dias. A preocupação foi externada pela deputada Daniella Tema (DEM), ela relatou uma série de ocorrências, como a cheia do piscinão do Balneário Tiúba, na cidade, que apresentou rachaduras, e o transbordo do riacho Tuntum, que corta a área urbana, causando erosão e alagando áreas urbanas. Ainda que menores dos que que atingiram a cidade em 2018, quando um vendaval atingiu o município e deixou centenas de famílias desabrigadas, os estragos causados pelas chuvas de agora são preocupantes, segundo avaliou a deputada.

Daniella Tema destacou que, ainda no domingo (7), o prefeito Cleomar Tema (PSB) pediu ajuda à Defesa Civil do Estado, e foi atendido. Na manhã de segunda-feira, agentes da Defesa Civil se deslocaram Tuntum, onde fizeram vistorias técnicas e, no primeiro momento não detectaram nenhum evento de maior gravidade, que ponha em risco a população de Tuntum. Eles também asseguraram que não há risco de rompimento da barragem que forma o piscinão.

Daniella Tema também adiantou que destinará parte de suas emendas para que o município faça os devidos reparos nas estruturas atingidas pelas chuvas.

São Luís, 10 de Abril de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *