Reforma: Dino contempla aliados, mantém controle sobre pastas estratégicas e preserva comando das áreas-chave

 

Rubens Jr., Catulé Jr., Flávia Alexandrina, Lilian Guimarães, Fabiana Vilar, Ana Mendonça, Rodrigo Lago, Márcio Honaiser,Rogério Cafeteira, Jowberth Frank e Marcelo Tavares assumiram secretarias na segunda

Foi bem mais abrangente do que inicialmente estava previsto a reforma administrativa que será sacramentada nesta segunda-feira pelo governador Flávio Dino (PCdoB) ao empossar 10 novos secretários e os presidentes de duas empresas públicas. O tamanho da mudança na sua equipe de ponta é quase proporcional ao peso político que ela sofreu, se levada em conta a expectativa inicial de que seriam apenas “alguns ajustes”. Foram pelo menos três semanas de negociações intensas envolvendo o governador, seus principais auxiliares e os líderes da sua base partidária, em especial PDT, DEM, PP, PR e PT. A influência política, porém, não afetou o caráter técnico que norteou a escolha dos novos dirigentes das pastas mais exigentes nesse sentido. No final, o governador Flávio Dino consumou a reforma do 1º escalão do Governo com bons nomes, contemplando aliados e garantindo governabilidade plena.

Para começar, o governador não mexeu no comando de pastas consideradas fundamentais, como Educação (Felipe Camarão), Saúde (Carlos Lula), Infraestrutura (Clayton Noleto), Segurança Pública (Jefferson Portela), e Cultura (Diego Galdino). E convocou para pastas consideradas estratégicas nomes do seu círculo mais próximo de aliados. Para a Casa Civil, que é o elo entre o governador e o resto do mundo, convocou o deputado Marcelo Tavares (PSB), que tem a sua confiança e comandou a pasta no primeiro mandato; para a Comunicação e Articulação Política, que era comandada pelo presidente regional do PCdoB e seu assessor mais influente, o atual deputado federal Márcio Jerry, convocou o advogado Rodrigo Lago, que no primeiro mandato criou a tecnicamente importante pasta da Transparência e Controle.

Ainda no campo das pastas estratégicas, convocou para  a Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano, que será turbinada, convocou o deputado federal Rubens Pereira Jr. (PCdoB), que muitos estão apontando como pré-candidato a refeito de São Luís pelo PCdoB; entregou a pasta de Esportes e Lazer ao ex-deputado estadual Rogério Cafeteira (DEM), que no primeiro mandato liderou a bancada governista; e convocou para a importante e expressiva Secretaria de Desenvolvimento Social o deputado Márcio Honaiser (PDT), um dos chefes pedetistas e que apesar de estar encantado com o mandato parlamentar, não pensou duas vezes pata aceitar a convocação. Também fora do circuito político o governador definiu Flavia Alexandrina para a pasta de Gestão e Previdência e Lilian Guimarães para a de Transparência e Controle.

Na seara dos acordos políticos, o PR liderado pelo deputado federal Josimar de Maranhãozinho vai comandar a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca, indicando para o comando da pasta a advogada Fabiana Vilar Rodrigues, que atua na equipe de apoio do parlamentar. O deputado federal André Fufuca (PP), que novamente faz parte da Mesa Diretora da Câmara Federal, indicou seu irmão, Rafael Carvalho Ribeiro, para a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, fortalecendo os laços do PP com o atual Governo.

A deputada Ana Mendonça (PCdoB), mais conhecida como Ana do Gás, é aliada firme do governador Flávio Dino desde o mandato passado, e foi convocada para comandar a Secretaria de Estado da Mulher, atendendo a uma recomendação do partido, dentro da estratégia de abrir espaço para aliados de governos que estão como suplentes. O sociólogo Jowberth Frank, indicado pelo PT, comandará a Secretaria de Estado Trabalho e Economia Solidária, substituindo a ex-deputada federal Terezinha Fernandes.

Num lance bem pesado e medido, o governador Flávio Dino juntou administração e política ao desvincular a área de Turismo da Secretaria de Cultura e dar-lhe uma dimensão bem maior do que a atual. A nova Secretaria de Turismo será comandada pelo advogado Antônio José Bittencourt de Albuquerque Jr., ex-secretário da Prefeitura de Caxias, estreitando os laços com o prefeito Fábio Gentil (PRB), com o deputado Zé Gentil (PRB) e com o influente vereador Antônio José Bittencourt de Albuquerque, o Catulé, atual presidente da Câmara Municipal da Princesa do Sertão.

Além dos 10 novos secretários, o governador Flávio Dino empossará na segunda-feira o ex-prefeito de Porto Franco e ex-deputado federal Deoclídes Macedo (PDT) na estratégica  Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), e Maycon Murilo Pinheiro na presidência da Empresa Maranhense de recursos Humanos e Negócios Públicos. E Fabíola Mesquita vai comandar a Aged.

Essa movimentação cumpriu com sucesso a estratégia do governador Flávio Dino de fortalecer sua base política, que confirmou acertos feitos com aliados que ficaram na condição de suplentes ao abrir vagas na Câmara Federal e Assembleia Legislativa. É o caso do suplente de deputado federal Gastão Vieira (PARA OS), que assumirá a cadeira liberada pelo deputado Rubens Jr., e dos suplentes de deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC), que já assumiu a vaga aberta pelo deputado Marcelo Tavares, e Zito Rolim (PDT) e Ariston Souza (Avante), que assumirão nas vagas Ana Mendonça e Márcio Honaiser. Eles abriram caminho também para Valéria Macedo (PDT), que ficará na 1ª suplência da coligação dinista, podendo retornar à Assembleia Legislativa a qualquer momento, se mais uma vaga for aberta no secretariado e o governador preenche-la convocando um deputado estadual.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Destaque

 

Gedema: Ana Paula assumiu anunciando pauta ampliada e reafirmando excelência como marca

A presidente Ana Paula Lobato ( de vermelho) lidera a nova diretoria do Gedema 

Na manhã de quarta-feira, o Salão de Atos da Assembleia Legislativa foi palco de um ato simples, rápido, mas de expressivo significado. É que ali, em vez de deputados ou autoridades dos outros Poderes, se reuniram mulheres para a posse da nova Diretoria do Grupo de Esposas de Deputados do Estado do Maranhão (Gedema), para o biênio 2019/2020. Por ato do presidente Othelino Neto (PCdoB), sua esposa, Ana Paula Dias Lobato Nova Alves foi empossada presidente, juntamente com Vânia Jalila Atta Freitas Braga (Vice), Larissa Silva Lima (Secretária geral), Elidania Pontes Coimbra Cutrim (1ª Secretária), Érika Oliveira Costa Pessoa (2ª Secretária), Thayanne de Melo Ribeiro Evangelista (1ª Tesoureira) e Gisele Lima Ribeiro (2ª Tesouteira).

Para quem não sabe o que é o Gedema e pode confundi-lo com um grupo de curtição social, vale informar que se trata de uma associação civil, sem fins lucrativos, fundado em 1977, com caráter essencialmente filantrópico, tendo como principal objetivo atuar pela melhoria da qualidade de vida dos servidores da Assembleia Legislativa. A filantropia praticada pelo Gedema nada tem a ver com assistencialismo. Ao contrário, o Grupo trabalha para garantir aos servidores e seus familiares meios que lhes proporcionem cultura e lazer. A maior conquista do Gedema é a creche-escolha Sementinha, que garante ensino básico de qualidade a centenas de crianças em confortáveis instalações ao lado do Palácio Manoel Beckman.

A presidente Ana Paula Lobato assumiu o comando do Grupo em janeiro de 2018, quando, então 1º vice-presidente do Poder Legislativo, seu esposo, o deputado Othelino Neto assumiu a presidência em razão da morte do presidente Humberto Coutinho (PDT). Com a reeleição do deputado Othelino Neto para novo mandato parlamentar e para novo período presidencial, ela foi confirmada na presidência para o novo biênio.

Jovem, politizada e com larga visão social, atuando como braço forte do marido parlamentar, Ana Paula Lobato assumiu destacando a importância do Gedema e reafirmando o compromisso de ampliar cada vez mais o seu elenco de ações. “Estamos imbuídas dos melhores propósitos para este biênio, temos um elenco de ações a serem desenvolvidas e a marca do nosso trabalho é a excelência”, afirmou Ana Paula.

Por sua vez, o presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto afirmou que o Gedema atualmente é uma marca registrada, porque executa ações e projetos de largo alcance social. Citou, como exemplo, a creche que atende aos dependentes dos servidores e o projeto Sol Nascente, que, em sua opinião representa uma ação que norteia a finalidade da instituição.

“Ao contrário do que muita gente possa imaginar, Gedema não é para reunir nossas esposas para conversas e chás de final de tarde. Ele tem um norte, tem um horizonte, tem ações e isso é o que nos entusiasma”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa.

Esposa do deputado Edivaldo Holanda, Jalila Vânia Braga participa, pela segunda vez do Gedema, e, agora foi eleita para a primeira vice-presidência. Falou de sua satisfação, ao assegurar que o Grupo de Esposas de Deputados tem o objetivo de auxiliar a Assembleia com projetos que beneficiam seus servidores e dependentes. Para Vânia, a nova diretoria está entusiasmada em dar prosseguimento ao trabalho iniciado pela atual presidente. Já a secretária geral da entidade, Larissa Silva Lima, esposa do deputado Rildo Amaral, disse que o Gedema tem trabalho, tem história e deve continuar na mesma direção. Elogiou bastante o projeto Sol Nascente e afirmou estar muito feliz em participar do grupo.

Em Tempo: Além da Diretoria Executiva, o comando do Gedema é formado ainda pelo Conselho Deliberativo: Ana Paula Fonseca Pires dos Anjos, Juliana Britto Freire Martins Moisés, Vera Lúcia Lima Soares e Gisele da Fonseca Honaiser. Suplentes: Perla Risette Alves Lima, Cristiane Bellote de Sá, Auricilene Pinheiro Silva e Gabriela da Rocha Lages.

 

Após escolher nova direção, MDB definir pré-candidato a prefeito de São Luís

Roseana Sarney e Lobão Filho  lembrados para disputar a Prefeitura de São Luís pelo MDB

Ao invés de Maio, como informou a Coluna na semana passada, a cúpula estadual do MDB deve resolver a disputa interna em meados de Março, logo que acabe o reino de Momo. E após a definição na direção do partido, seja comandada pelo deputado estadual Roberto Costa, seja pelo deputado federal Hildo Rocha ou seja ainda com a permanência do ex-governador João Alberto por mais algum tempo, a direção partidária vai cuidar de escolher o candidato do partido para disputar a Prefeitura de São Luís. Depois que a presidente do Iphan, Katia Bogea, mandou avisar que não tem interesse na candidatura, a ex-governadora Roseana Sarney e o ex-suplente de senador Lobão Filho voltaram a ser lembrados como candidatos potenciais. Ambos teriam dito que topam, desde que a escolha seja feita logo, com tempo de maturação no eleitorado.

São Luís, 23 de Fevereiro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *