Othelino Neto expõe e consolida posições políticas em manifestações diretas nas edições de podcast  

Othelino Neto fala na 11ª edição do seu podcast, divulgada nesta segunda-feira

 

Na 11ª edição do podcast “Diálogo com Othelino”, divulgada ontem, o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), consolidou de vez o uso do mais novo e eficiente canal de comunicação criado nas malhas inesgotáveis da WEB, o que o torna um político cujo pensamento começa a se tornar conhecido. Na última edição, ele fez comentários firmes e equilibrados sobre cinco assuntos em voga. Primeiro resumiu seu posicionamento e as providências que tomou como chefe do Poder Legislativo para estancar a crise financeira que atinge o Hospital Aldenora Belo, referência  no combate ao câncer e cuja manutenção, entende, “é dever de todos nós”; comentou a informação de que São Luís foi a única Capital da região a gerar empregos de janeiro para cá; reafirmou a posição do Legislativo em relação ao caso de abuso de autoridade cometido por um delegado de Polícia em Vargem Grande; enfatizou o anúncio de que a Assembleia Legislativa comemorará os 30 anos da nova Constituição do Estado, elaborada e editada pela Assembleia Estadual Constituinte em 1989; e criticou duramente o veto do preside te Jair Bolsonaro (PSL) ao projeto que amplia a eficácia da Lei Maria da Penha, manifestando-se favorável que a Câmara Federal derrube o criticado veto presidencial.

Não é comum um político com mandato parlamentar, principalmente chefiando um Parlamento, abrir um canal no qual expõe pensamentos, juízos e pontos de vista de uma maneira aberta e enfática acerca de assuntos os mais diversos, alguns complexos e politicamente sensíveis, como vem fazendo o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão a cada segunda-feira. Nas 11 edições do seu podcast, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão já se posicionou em relação a problemas em áreas como educação, saúde, infraestrutura, situação dos municípios, economia – nos planos estadual e nacional – e segurança pública; avaliou cenários políticos nos três planos e disparou duras críticas ao Governo Federal, incluindo alguns pontuais ao presidente da República. Em nenhuma das manifestações falou sem convicção, extrapolou a serenidade, elevou tom da voz ou ultrapassou a fronteira da civilidade política. Todas as suas falas até aqui foram consequentes, baseadas em fatos e fundamentadas em regras, independentemente da natureza do assunto abordado.

Numa das falas do podcast divulgado ontem, o presidente resumiu, com propriedade, a solução que articulou e viabilizou com o apoio de todos os deputados para resolver, pelo menos por enquanto, a crise financeira que levou a Fundação Jorge Dino a suspender serviços de gratuitos de pacientes de câncer, como os procedimentos para aliviar dores, por exemplo. Convidou diretores da Fundação, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, a promotora da Saúde, Glória Mafra, e os deputados médicos Yglésio Moyses (PDT) e Helena Duailibe (SD) – que conhecem o problema a fundo – para uma reunião em que as cartas foram colocadas à mesa e que resultou numa solução para a qual os 42 deputados cederão R$ 100 mil cada de suas emendas, formando um total de R$ 4,2 milhões a serem repassados pelo Governo do Estado. Em contrapartida, a Fundação terá de apresentar prestações de contas do que aplicou pelo Fundo de Combate ao Câncer e uma planilha indicando com precisão como aplicará os recursos das emendas. E mais, a garantia de que os serviços seriam reativados imediatamente. Uma ação política de resultados práticos e imediatos.

Com iniciativa desse porte relatadas no podcast, o presidente da Assembleia Legislativa vai consolidando a imagem de político que atua no atacado e no varejo, conduzindo ações com resultados práticos e pavimentando com segurança sua estrada política, que ganha mais consistência e abrangência a cada dia. Nas 11 semanas em que usou o podcast, o deputado Othelino Neto abordou mais de 50 temas, mostrando-se posicionado num painel de situações que foram de um problema policial em Vargem Grande a decisões controversas do presidente da República, passando assuntos ácidos e momentos de festa, como a homenagem que prestou ao cantor Zeca Baleiro.

Com a iniciativa, o presidente da Assembleia Legislativa se mostra perfeitamente situado no seu tempo, “linkado” com os meios pelos quais se comunicam os políticos mais atentos da sua geração. E com um discurso de quem pretende chegar bem mais longe, ultrapassando as fronteiras do parlamento estadual.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Surpresa: Roberto Costa leva Neto Evangelista a festa com milhares de crianças na Madre Deus

Neto Evangelista foi presença surpreendente na festa das crianças promovida por Roberto Costa na Madre Deus, causando muitas indagações no meio político

O deputado Roberto Costa (MDB) cumpriu à risca, na noite de domingo (13), um compromisso da sua agenda política anual em São Luís: a grande festa dedicada às crianças da região da Madre Deus, que realiza na Praça da Saudade. Como nas datas anteriores, festejou com show e distribuição de brindes, transformando, mais uma vez, a Praça da Saudade em palco de uma grande e animada festa popular. Até aí, tudo aconteceu dentro do roteiro já consolidado há mais de uma década. Um detalhe, no entanto, chamou atenção e acendeu sinais de alerta nos QGs dos mais diversos pré-candidatos à Prefeitura de São Luís: a surpreendente presença, na festa do emedebista, do deputado Neto Evangelista (DEM), pré-candidato assumido e, segundo ele próprio, “irreversível”, à sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Jr. (PDT). Que motivos levaram o emedebista Roberto Costa a convidar, entre seus 41 colegas de Assembleia Legislativa, exatamente o democrata Neto Evangelista para aquela festa? Certamente não se tratou de mero gesto de amizade nem de uma coincidência ou coisa parecida. A explicação mais provável é a de que, além de trabalhar com o projeto de um candidato próprio em São Luís – que segundo Roberto Costa podem ser o juiz José Carlos Madeira, a arquiteta Kátia Bogea ou o ex-deputado federal Victor Mendes -, o MDB pode também estar alinhavando um “plano B”, na forma de uma aliança em que poderá, por exemplo, indicar o vice. A presença surpreendente do deputado Neto Evangelista na festa do depurado Roberto Costa na Madre Deus só tem explicação na política e está diretamente relacionada com a corrida sucessória na Capital. Os próximos passos de Roberto Costa explicarão o curioso registro.

 

PROS mantém silêncio sobre como atuará nas eleições em São Luís

Gastão Vieira

Uma pergunta que não quer calar: como se posicionará o PROS, comandado pelo deputado federal Gastão Vieira na corrida sucessória em São Luís. O comando do partido não emitiu até agora qualquer sinal sobre o assunto. O partido vai lançar candidato próprio à prefeito? Vai participar de uma aliança em torno de uma candidatura governista? Ou vai ficar de fora da corrida majoritária e vai apostar suas fichas na eleição de vereadores? Chefe maior do partido no Maranhão, Gastão Vieira nada disse até agora de consistente sobre o assunto.

São Luís, 15 de Outubro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *