João Alberto propõe formação de uma “grande aliança” com Roseana Sarney para enfrentar Flávio Dino em 2018

 

joao-alberto13
João Alberto quer “grande aliança” com Roseana Sarney para enfrentar Flávio Dino para o Governo em 2018

O PMDB saiu fortalecido das eleições municipais e vai liderar uma grande aliança para as eleições de 2018, se preferência com a ex-governadora Roseana Sarney na cabeça. É esse o cenário com que trabalha o senador João Alberto, que comanda o partido no Maranhão. O líder pemedebista acredita que a grande aliança liderada pela ex-governadora terá a simpatia de “uma boa parcela” do eleitorado, o que lhe dará as condições para “enfrentar qualquer um”, a começar pelo governador Flávio Dino (PCdoB), já definido como candidato irreversível à reeleição. Na avaliação do senador João Alberto, a crise que afetou o PMDB maranhense por causa do fracasso nas urnas em 2014 está superada, situação que, segundo ele, ficou bem clara nas eleições municipais de outubro, quando o partido saiu das urnas autorizado a comandar 22 prefeituras, entre elas a de Imperatriz, a segunda maior do Maranhão. O chefe pemedebista acredita que, se esse projeto eleitoral for consumado, o PMDB poderá ganhar as condições para voltar ao comando do Estado. “Isso é possível”, disse.

De longe o mais ativo líder do Grupo Sarney, que atua em sintonia fina com o ex-presidente José Sarney, mas trabalha politicamente dentro das suas próprias regras, o senador João Alberto acredita que, apesar de todos os problemas que enfrenta, o PMDB sairá da crise nacional como o partido mais forte do país, mesmo que não venha a ter um candidato ao Palácio do Planalto. E prevê que os reflexos desse vigor politico do partido serão sentidos no Maranhão. Ele acha, por exemplo, que boa parte dos prefeitos que se elegeram como  aliados do governador Flávio Dino vai debandar, esperando que nove deles desembarquem no PMDB. “Esses companheiros estão insatisfeitos, no momento certo contaremos com o apoio de pelo menos nove deles”, disse, referindo-se a prefeitos que já estariam pensando em pular fora do barco governista.

O senador acredita que a “grande aliança” liderada por Roseana Sarney que espera viabilizar para 2018 será fruto do desgaste do Governo Flávio Dino. Diante da observação de que Flávio Dino se mantém forte e caminha para a reeleição, João Alberto reage afirmando que está acontecendo exatamente o contrário. “Esse Governo é fraco, e a oposição a ele está crescendo”, avalia. Diz que o desgaste do governador Flávio Dino já começa a se fazer sentir nos bairros de São Luís. E cita um exemplo: “Veja a situação do abastecimento de água de São Luís. Roseana deixou a nova adutora 90% pronta. Ele não conseguiu fazer um metro além e a obra está paralisada. Isso é incompetência”, ataca, acrescentando que “muitos outros exemplos de incompetência estão no estado inteiro”. O senador assinala que a boa situação fiscal do Governo “é herança do trabalho deixado por Roseana, que sempre foi muito cuidadosa com a situação financeira do Estado”. E segue elencando uma série do que chama de pontos fracos do Governo.

O líder pemedebista acredita também que, mesmo enfrentando muitas dificuldades por causa da crise política e institucional, o presidente Michel Temer conseguirá estancar a crise econômica e retomar o crescimento. Considera imprevisíveis os desdobramentos da Operação Lava Jato, mas acredita que parte da solução dos problemas virá com as eleições de 2018, quando os brasileiros respirarão novos ares políticos. No caso maranhense, manifesta convicção de que a tal aliança terá força suficiente para enfrentar a aliança comandada pelo governador Flávio Dino.

– Nós vamos juntar as nossas forças para disputar de igual para igual. Vamos disputar o poder e podemos vencer as eleições. Nós temos força política para isso, desde que nos juntemos na grande aliança – disse.

Ao longo da conversa com Repórter Tempo, João Alberto deixou claro que não vê nesse grupo nome mais forte para disputar o Governo do que a ex-governadora Roseana Sarney. Perguntado se não será ele o candidato, abriu um sorriso largo e desconversou, afirmando que sua preocupação maior é articular a grande aliança, deixando o seu futuro político para resolver depois. As suas avaliações deixaram evidente que se Roseana Sarney resolver disputar o Governo do Estado, ele será candidato a uma das vagas no Senado.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Pindaré defende Governo de pancadas por aumento de ICMS
bira-5
Bira do Pindaré reage a criticas e a distorções contra o Governo

Considerado um dos mais autorizados porta-vozes do Palácio dos Leões, dadas as suas ligações com o governador Flávio Dino, o deputado Bira do Pindaré (PSB) saiu ontem em defesa do Governo disparando chumbo grosso contra interpretações dadas em blogs e emissoras de rádio e TV ao aumento seletivo de alíquotas de ICMS, aprovado na semana passada pela Assembleia Legislativa. Passando a impressão de que o Governo sentiu o peso das reações contrárias ao ajuste tributário destinado a manter a estabilidade fiscal no Maranhão, o deputado do PSB classificou de “mentirosas e irresponsáveis” e de “campanha difamatória” informações que considerou distorcidas, como a que afirmou que a Assembleia Legislativa teria aumentado os salários do governador e dos secretários. “É mentira. E distorcem completamente a situação”, rebateu, em tom de indignação.

O parlamentar defendeu com veemência o ajuste tributário proposto pelo Executivo e aprovado pela Assembleia Legislativa argumentando tratar-se da única alternativa encontrada para enfrentar a crise econômica no Maranhão sem prejudicar pastas como saúde, educação e segurança pública. Lembrando que, mesmo com a alteração, o Maranhão ainda está nas menores alíquotas do país. “Tomamos uma medida para evitar o pior e tomamos uma medida com responsabilidade, ou seria melhor atrasar os salários dos policiais militares? Ou atrasar o salário dos professores? O que é melhor numa situação como esta, parcelar o salário dos servidores? Todo mundo sabe a crise que se vive no Brasil”, considerou.

O deputado Bira lembrou que no seu último período de Governo, Roseana Sarney propôs e obteve da Assembleia Legislativa aumento de 2% nas alíquotas do ICMS, quando ainda não se falava em crise. E aproveitou para estocar o deputado Eduardo Braide (PMN), que votou pela aprovação sem questionar a proposta, como faz agora. “Nenhuma crise, mas aumentaram o ICMS. Ninguém ficou sabendo. Eu não vi aqui a “turma do pato”, eu não vi aqui a Mirante, mas aumentou no governo passado”, destacou.

Oposicionistas presentes preferiram não rebater as duras afirmações do parlamentar governista.

 

César Pires ajusta transparência na publicidade
cesar-pires-2
César Pires: boa lei para disciplinar propaganda

O deputado César Pires (PEN) acrescentou ontem mais um item na sua coleção de projetos de lei, e o fez dando uma respeitável contribuição para a transparência em iniciativas oficiais voltadas para a propaganda. O PL nº 194/2016, de sua autoria e que disciplina a veiculação impessoal de publicidade e propaganda do Governo Estadual e do Municipal, seus respectivos poderes e entidades da administração indireta, foi aprovado em segundo turno e ganhou status de lei.

O projeto, que passou no plenário sem restrições depois de um longo período de tramitação, veda qualquer forma de propaganda que, direta ou indiretamente, contenha expressões, nomes, mensagens ou imagens que caracterizem promoção de partidos políticos, entidades particulares, serviços públicos ou autoridade dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

Em defesas anteriores, o deputado César Pires argumentou que este seu projeto visa tão somente evitar abusos contra o princípio da impessoalidade no serviço público. Acertou no tema, na dose e na mosca.

 

São Luís, 20 de Dezembro de 2016.

 

Um comentário sobre “João Alberto propõe formação de uma “grande aliança” com Roseana Sarney para enfrentar Flávio Dino em 2018

  1. O deputado Bira tar certo tempo desse desgoverno que asrrasou o Maranhão cinqüenta anos ela aumentou o ICMS essa imprensa não falava nada essa mirante mentira eles não aquento mais quatro anos fora do poder vai fechar todas que usulparam o Maranhão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *