Articulista de O Globo destaca a visão e a estatura de Flávio Dino no conturbado cenário político nacional

 

Flávio Dino elogiado pela postura de respeito a José Sarney e pela coerência com que critica Jair Bolsonaro

Depois de ter sido escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), como “o pior” entre os governadores nordestinos que lhe fazem Oposição, e que como vice de Rui Costa, governador petista da Bahia, formaria uma chapa “imbatível” na corrida ao Palácio do Planalto, segundo a expectativa do líder petista José Dirceu, o governador Flávio Dino (PCdoB) começa, de fato, a ganhar estatura política sólida no plano nacional, com cacife para se mover com segurança e autoridade no ultra fechado círculo nomes de fato considerados para disputar a Presidência da República em 2022. Esse status, só concedido a quem tem envergadura política sólida e bem fundamentada, foi alcançada por Flávio Dino, que agora é presença obrigatória na lista dos políticos mais expressivos do País na atualidade, com direito a ser levado em conta em qualquer discussão envolvendo a sucessão presidencial de 2022.

Uma das evidências mais contundentes do tamanho político do governador do Maranhão está nas linhas do artigo do jornalista Merval Pereira, de O Globo, publicado na edição virtual de ontem do jornal carioca. Dono de larga experiência na seara política nacional conhecedor de todas as peças do mosaico partidário e ideológico que a movimentam, Merval Pereira aponta Flávio Dino como uma boa nova nesse universo. E o faz sem elogios gratuitos, mas analisando fria e isentamente as posições por ele expostas numa live promovida pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri).

O artigo chama a atenção para a previsão de Flávio Dino de que a eleição dos novos prefeitos e vereadores pode-se transformar em plebiscito sobre o Governo Bolsonaro, mesmo que as esquerdas não saiam vitoriosas. Para o articulista, essa visão é surpreendente, pois mostra a abertura política do governador. Essa imagem é reforçada pela maneira correta e respeitosa com que Flávio Dino se referiu ao ex-presidente José Sarney (MDB), seu adversário no Maranhão. “O governador Flávio Dino colocou Sarney como presença certa na mesa de negociações, juntamente com outros ex-presidentes da República, dando a seu adversário político regional a dimensão nacional que tem e a que ele, Dino, pode ser alçado como expoente da nova esquerda nacional, que se desvincula da relação carnal com o PT que marcou a trajetória do PC do B até a eleição de 2018, quando apoiou Fernando Haddad”, assinala Merval Pereira no seu artigo.

Ao avaliar a relação de Flávio Dino com o PT, o artigo acentua que o governador não renega o PT, deixando claro, porém, que a coligação automática com o PT não são favas contadas no pleito de 2022. Observa que nesse contexto o governador maranhense mostra bom senso e ganha espaço ao defender uma ampla aliança que reúna a esquerda e forças democráticas de centro, contrariando o discurso de Lula da Silva, que repudia qualquer Movimento nesse sentido. Merval Pereira observa ainda em Flávio Dino senso de equilíbrio quando não despreza a base política do presidente Jair Bolsonaro. Ao mesmo tempo, assinala a preocupação do governador com o atual cenário político do País, principalmente no que respeita ao radicalismo de direita, que na sua avaliação tem raízes fortes no Brasil.

O artigo destaca a dimensão da visão política de Flávio Dino quando se diz preocupado com a desastrosa diplomacia do Governo Bolsonaro e com a submissão do Governo aos Estados Unidos, com a situação ambiental e da sua visão de que os militares estão cometendo um grave erro ao se vincularem ao atual Governo, quando as Forças Armadas devem se manter como instituições do Estado, longe das disputas políticas. O artigo destaca a posição do governador sobre uma série de questões, que vão desde equívocos administrativos do Governo Central até os estragos da Covid-19.

O destaque dado pelo comentarista à visão, à postura e à atuação de Flávio Dino reforça a impressão, admitida inclusive por adversários, de que o governador está, de fato, credenciado para entrar com legitimidade na corrida ao Palácio do Planalto em 2022.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Deputados voltam ao plenário e aprovam pauta de combate ao novo coronavírus

Entre as deputadas Dainella Tema (e) e Cleide Coutinho (d), Othelino Neto comanda sessão em que deputados, de máscara como ele, homenagearam Zé Gentil

Foi produtiva no aspecto legislativo a primeira sessão presencial da Assembleia Legislativa em meio à pandemia do coronavírus. Com a maioria dos deputados no plenário e outros participando por videoconferência, o parlamento manteve a linha de legislar criando instrumentos de combate à pandemia, com a aprovação de vários projetos nessa direção. No comando dos trabalhos, o presidente Othelino Neto (PCdoB) destacou a retomada, relacionando as medidas destinadas a preservar a saúde dos deputados e dos servidores, e enfatizando o compromisso de priorizar decisões legislativas que dê suporte ao Governo do Estado e à sociedade civil para enfrentar os efeitos danosos da crise sanitária que vem abalando o planeta.

Os deputados aprovaram, por maioria folgada, dois projetos do deputado Yglésio Moises (PROS), o primeiro dispondo sobre a obrigatoriedade de testagem periódica para detecção do vírus da Covid-19 em empresas com mais de 20 trabalhadores, e o outro obriga as escolas da rede privada a promover atividade de acolhimento sócio emocional no retorno do isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus.

O plenário aprovou também, por larga maioria, Projeto de Lei do deputado Duarte Jr. (Republicanos), com anexação do projeto com o mesmo objetivo apresentado pelo deputado Adriano (PV), estabelecendo procedimento virtual de informações e acolhimento dos familiares de pessoas internadas com doenças infectocontagiosas, durante endemias, epidemias ou pandemias, em hospitais públicos, privados ou de campanha sediados no estado. Projeto do deputado Rigo Teles (PV) no mesmo sentido foi aprovado, bem como o que dispõe sobre a visita virtual através de videochamadas de familiares a pacientes internados em isolamento, decorrente da contaminação pelo coronavírus.

O deputado Adriano Sarney (PV) emplacou a lei que obriga farmácias a disponibilizar oxímetro aos clientes., e o projeto suspende o cumprimento de obrigações financeiras referentes a empréstimos consignados contraídos por servidores públicos estaduais e municipais e empregados da iniciativa privada, no âmbito do estado do Maranhão.

Antes de iniciar os trabalhos, os parlamentares fizeram um minuto de silêncio em homenagem ao deputado estadual Zé Gentil (Republicanos), que faleceu no início da semana passada. “Nós queríamos muito que o nosso Plenário estivesse completo, mas, infelizmente, o nosso colega Zé Gentil não resistiu às complicações da Covid-19. Em homenagem a ele e a todas as famílias que perderam entes queridos em razão da Covid-19”, declarou o chefe do Legislativo Estadual.

 

Adiamento das eleições facilita vida de muitos candidatos e impõe risco de perda para outros

O adiamento das eleições facilita a vida de uns e complica a de outros

O adiamento das eleições municipais do dia 4 de Outubro para 15 de Novembro, e o segundo turno, onde houver, no dia 29 de Novembro, aprovado ontem no Senado e devendo receber o mesmo tratamento na Câmara Municipal, alterou as estratégias dos candidatos. Não foi uma boa notícia para o deputado federal Eduardo Braide (Podemos), que terá mais 40 dias para manter sua liderança na preferência do eleitorado, ao mesmo tempo em que dá mais tempo e fôlego a pré-candidatos como Rubens Júnior (PCdoB), que terá mais tempo para turbinar seu projeto de candidatura, por exemplo. Em Imperatriz, prefeito Assis Ramos (DEM) ganha tempo para fortalecer mandar para o espaço o seu projeto de reeleição, enquanto seus adversários – Marco Aurélio (PCdoB), Ildon Marques (PP) e Sebastião Madeira (PSDB) ganham, ao contrário de São Jose de Ribamar, onde o prefeito Eudes Sampaio, que se reelegeria facilmente em 4 de Outubro, terá de alimentar sua liderança por mais 40 dias. São muitos casos e ganhos e perdas entre candidatos em todo o Maranhão.

São Luís, 24 de Junho de 2020.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *