Debate na TV Difusora terá Edivaldo Jr. e pode ser decisivo para Wellington do Curso, Eliziane Gama e Fábio Câmara

 

 

difu-3
Edivaldo Jr., Wellington do Curso, Eliziane Gama e Fábio Câmara: confronto decisivo hoje, na TV Difusora, em debate que pode alterar posições na reta final da corrida

Cinco situações podem resultar do debate de hoje entre Edivaldo Jr. (PDT), Wellington do Curso (PP), Eliziane Gama (PPS) e Fábio Câmara (PMDB) na TV Difusora. A primeira será a consolidação da liderança do prefeito na corrida à reeleição, situação que fortalecerá a possibilidade de desfecho em turno único. A segunda é que Wellington do Curso repita o mau desempenho do debate na TV Guará e seja atropelado por Eliziane Gama com a ajuda decisiva de Edivaldo Jr. e Fábio Câmara. A terceira é que Fábio Câmara surpreenda e ganhe alguns postos de indecisos e reverta alguns votos de quem pretende votar nulo e force a realização de um segundo turno. A quarta, que é muito remota, seria um desempenho muito ruim do prefeito que lhe tirasse votos consolidados. Mesmo assim, qualquer que seja o desfecho do embate de hoje, esse será o último passo para o confronto final, no dia 29, na TV Mirante.

O diferencial do encontro de hoje é, claro, a presença do prefeito Edivaldo Jr., o candidato a ser batido, e, numa escala bem menor, a ausência do candidato do PMN, Eduardo Braide, que surpreendeu com as suas intervenções e poderia animar o embate de hoje – ficará de fora, mas observando e se preparando para o de quinta-feira (29), na TV Mirante.

Edivaldo Jr. sabe que será o alvo preferencial de todos os candidatos, mas a essa altura já conhece o poder de fogo de todos, e certamente tem a maneira de enfrentar cada um deles. Com a experiência de quem bateu o experiente João Castelo em 2012 e está há três anos e nove meses no comando da cidade, sabe também que o debate poderá ser marcado por uma medição de força entre Wellington do Curso e Eliziane Gama, cada um com dois objetivos: forçar num segundo turno e se credenciar para ser o seu adversário na segunda volta. Nesse contexto, sem perder a atenção em relação a Fábio Câmara, que não perderá oportunidade para atiçar os ânimos entre os dois nem de disparar chumbo grosso na sua direção, Edivaldo Jr. pode ser beneficiado num embate com o pemedebista e deixar isolados os dois outros contendores.

Nos seus últimos registros no horário gratuito, Wellington do Curso investiu fortemente na estratégia de chamar Edivaldo Jr. para um debata “olhos nos olhos”, dizendo tratar-se coisa de “homem que é homem”. Sem dúvida, uma atitude ousada contra o prefeito, que tem hoje São Luis na cabeça e um conjunto de informações que o candidato do PSB não domina e que spo conhece genericamente, conforme ficou claro no debate da TV Guará. Naquele momento, certamente pressionado pelas denúncias que o alvejaram, Wellington do Curso pareceu fora de foco, não rendendo o que poderia render se não tivesse um fantasma de IPTU e outro de um terreno grilado do Ipem a assustá-lo. Pode ser que no debate de hoje ele tenha mais objetividade e explicite mais o que apresentar como proposta. Se não o fizer, poderá sair do estúdio da Difusora em terceiro lugar, e sem chance de recuperar a posição no debate da TV Mirante, no dia 29.

Eliziane Gama, ao contrário do candidato do PP, tem tudo para virar a mesa e sair da corrida pelo menos como segunda colocada, recuperando parte do prestígio que perdeu no espantoso processo de desidratação que sofreu durante a campanha eleitoral. Tem o suporte de dois mandatos de deputada estadual e meio de federal, com desempenho reconhecido até por adversários. Poderá assumir protagonismo no debate de hoje se conseguir atropelar a Wellington do Curso e se colocar frente a frente com o prefeito como a candidata que pode travar com ele um debate de nível elevado, já que ambos, movidos pela ética evangélica, não gostam de xingar adversários.

Uma expectativa está no ar em tom de indagação: o que esperar do candidato do PMDB, Fábio Câmara, que no debate da TV Guará fez um bom discurso sobre saúde e atuou como provocador? Câmara tem dito  nos bastidores que aposta alto nos debates, mas não tem sido explícito quanto a isso, dando a impressão de que tem cartas na manga, mas que também pode estar blefando. Sabe que não há tempo para apresentar propostas de governo e que seu único meio de crescer é se valendo-se dos erros dos seus adversários.  A essas alturas da corrida e das possibilidades que ainda pode vislumbrar, Fábio Câmara pensa tirar o máximo de proveito, embalado pela premissa segundo a qual o que vier a conseguir será lucro.

Pode-se esperar um debate bem mais tenso e agitado do que o do dia 22.

 

PONTO & CONTRAPONTO

Só dois candidatos abriram espaço para reforço aliado
edino-2
Edivaldo Jr. e Flávio Dino: parceria lembrada sem citar nomes

Os dois candidatos a prefeito de São Luís com maiores suportes político-partidários iniciaram a semana final da campanha usando nos seus programas no horário gratuito na TV os seus trunfos. O prefeito Edivaldo Jr. finalmente falou do que vai entrar para a História como a maior conquista da sua gestão: a parceria com o Governo do Estado. Provavelmente cumprindo uma estratégia de campanha, ele não citou o nome do governador Flávio Dino (PCdoB), o seu maior aliado. Mas falou com entusiasmo da parceria o Governo estadual e exibiu imagens de obras em que aparece confraternizando com o ocupante do Palácio dos Leões. Era o que faltava para dar um desfecho mais apropriado à sua bem elaborada e avassaladora campanha.

alckmin
Geraldo Alckmin: declaração de apoio firme a Eliziane Gama 

No item “reforço político”, Eliziane Gama até agora já usou três trunfos. O primeiro foi o vice-governador Carlos Brandão, presidente do PSDB estadual e fiador da aliança que sustenta sua candidatura. Na sua fala, que está no ar desde a semana passada, Brandão alfineta Wellington do Curso alertando que dirigir uma cidade como São Luís é muito mais difícil do que tocar uma empresa. Depois, a própria Eliziane Gama exalta a figura politica do ex-prefeito João Castelo, declarando-se feliz da vida por ter recebido dele apoio à sua candidatura, superando a mágoa da campanha passada, quando ela o definiu como “Caostelo”. Finalmente, a candidata do PPS exibe agora como um grande trunfo um vídeo em que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que é candidatíssimo à Presidência da República, faz declarações elogiosas à deputada federal, afirmando ser ela a melhor opção para São Luís. É provável que Eliziane ainda ponha no ar uma fala de Marina Silva, que veio a São Luís e fez com ela a travessia da Rua Grande.

Só três apresentaram e deram vez aos seus vices

Até agora, apenas três dos nove candidatos a prefeito de São Luís apresentaram seus candidatos a vice-prefeito. Eliziane Gama, que abriu espaço para o respeitado vereador José Joaquim (PSDB), que fez forte pregação em apoio à sua colega de chapa. E Fábio Câmara, que apresentou, numa lanchonete de bairro o coronel-PM ????, a quem convidou para ser vice com uma missão específica: cuidar do programa de segurança pública na sua gestão. E o terceiro foi Wellington do Curso, que cedeu espaço para o vereador Roberto Rocha Jr. (PSB).

Edivaldo Jr., Rose Sales, Eduardo Braide, Zéluiz Lago, Cláudia Durans e Valdeny Barros não apresentaram formalmente seus companheiros de chapa.

 

São Luís, 26 de Setembro de 2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *