Weverton consolida liderança no PDT, ganha apoio político para disputar o Senado, mas precisa de base eleitoral

 

Weverton Rocha (c), apoiado por Flávio Dino e Ciro Gomes
Weverton Rocha (c), apoiado por Flávio Dino e Ciro Gomes como candidato a senador

A semana que passou foi marcada pela intensa movimentação do deputado federal Weverton Rocha, que fechou o sábado como a maior estrela da nova geração do PDT aqui e alhures, foi aclamado seu chefe maior no Maranhão e lançado – também sem discussão – candidato do partido a senador. O grande momento em que tais situações se confirmaram aconteceu no Batuque Brasil, na presença do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, do candidato do partido a presidente da República, Ciro Gomes, do presidente em exercício da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), do prefeito de São Luis, Edivaldo Jr., e do governador Flávio Dino (PCdoB). Weverton Rocha cumpriu o ousado script por escrito por ele próprio com a determinação dos que sabem onde querem chegar e que fazem o possível, e às vezes o impossível, para alcançar o objetivo almejado. Sabe que o desafio maior está a caminho, que é disputar uma cadeira senatorial com pesos pesados como o senador Edison Lobão (PMDB), José Reinaldo Tavares (PSB), Eliziane Gama (PPS) e Sarney Filho (PV), e outros aspirantes de cacife menor.

Weverton Rocha terminou a semana como um dos dois candidatos ao Senado que farão parte da chapa a ser liderada pelo governador Flávio Dino. Chegou a essa condições depois de uma série de atropelos que ameaçaram colocá-lo em rota de colisão com o Palácio dos Leões, mas diante da possibilidade de sinal vermelho ao seu projeto senatorial, usou suas habilidades de político sobrevivente e reverteu a tendência, desarmou as armadilhas e deu as tacadas certas. Diante de tanta desenvoltura e capacidade de chegar cada vez mais longe demonstrada pelo chefe pedetista, o governador Flávio Dino se rendeu às evidências e deu sinal verde ao projeto. E fez participando da convenção pedetista com o mesmo entusiasmo exibido pela militância do partido que o recebeu em festa.

Não há dúvidas de que, avalizado pelo comando nacional do PDT, embalado pelo candidato presidencial do partido, acatado pelo Palácio dos Leões, Weverton Rocha tem sua candidatura politicamente viabilizada. Agora, seu desafio – gigantesco, é bom frisar – é viabilizar o seu projeto no plano eleitoral, ou seja, convencer pelo menos um 1,5 milhão de eleitores de que ele, entre os demais, é um dos nomes que deve ser mandado para a Câmara Alta. O gigantismo do desafio está no fato de que até aqui o líder pedetista tem aparecido em segundo plano nas pesquisas de opinião realizadas para medir os ânimos do eleitorado em relação aos concorrentes. Os levantamentos feitos até aqui mostram que a disputa pelas duas vagas está entre Edison Lobão, José Reinaldo, Eliziane Gama e Sarney Filho. Em nenhum deles Weverton Rocha aparece em posição de liderança.

A seu favor estão dois fatos: as eleições só ocorrerão daqui a 10 meses e a campanha para valer só será deflagrada depois da Semana Santa do ano que vem, e a campanha oficial, só em agosto. Até lá, todos os candidatos movimentar-se-ão para consolidar seus projetos eleitorais, com a possibilidade de ocorrer mudanças expressivas nas preferências do eleitorado, podendo Weverton Rocha viabilizar sua candidatura política e eleitoralmente. Terá de mergulhar no estado e percorrer todas as regiões em busca de apoio eleitoral, sem o qual suporte político que conseguiu reunir de nada valerá. O chefe pedetista sabe que haverá forças poderosas operando para atropelar sua candidatura, mas conta, além do lastro político, com a aguerrida militância do PDT, que parece renovada em torno do seu projeto.

Será uma caminhada difícil, como será a dos demais aspirantes ao Senado. O diferencial de Weverton Rocha está na sua juventude e no seu destemor político, traço que o ajudou a chegar aonde chegou.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Roseana não vê problema em disputar Governo com Sarney Filho na mesma chapa ao Senado

Roseana Sarney e Sarney Filho na mesma chapa
Roseana Sarney e Sarney Filho na mesma chapa: ela ao Governo e ele ao Senado

A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) garante que não existe qualquer traço de incompatibilidade nas candidaturas dela ao Governo do Estado e a do seu irmão, o deputado federal e atual ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV) ao Senado. Em entrevista a um canal de informação virtual, Roseana Sarney confirmou que é candidata ao Palácio dos Leões e disse acreditar que tem todas as condições para vencer a eleição. Fez críticas leves ao governador Flávio Dino. E ao ser indagada sobre um possível conflito de interesses com o irmão ministro, Roseana Sarney disse que os dois podem perfeitamente ser candidatos na mesma chapa. Seu argumento principal é o de que os dois têm carreiras distintas e que Sarney Filho, depois de uma dezena de mandatos de deputado federal tem todo o direito de pleitear uma vaga no Senado. Independente de qualquer diferença que possa alimentar, ela disse considerar normal que os dois participem de uma chapa para disputar as eleições para dois cargos majoritários. A ex-governadora foi taxativa ao afirmar que não houve estremecimento nas relações dela com o irmão por causa das candidaturas, como foi especulado na blogosfera. Ela justificou sua candidatura assinalando que as pesquisas feitas até agora sobre sucessão estadual a trazem em boa posição”, disse.

 

Movimento das Famílias realiza nesta quinta-feira ação social no Fórum de São Luís

jujuba

Você sabe exatamente o significado de Família dentro do contexto social moderno? Já se deu conta de que aquele conceito básico de Família está mudando e se diversificando velozmente no universo da diversidade social e cultural do País? Pois é, existe uma nova realidade na qual a instituição familiar está inserida e vivenciando padrões diferentes, que trazem no seu bojo novos conflitos, a maioria dos quais envolve questões legais, que podem ser resolvidas por vias corretas se forem mediadas corretamente por profissionais do Direito.

Uma demonstração do que é possível alcançar na solução de conflitos de acordo com as regras ocorrerá em São Luís amanhã, dia 07, véspera da data em que o Brasil comemora o Dia Nacional das Famílias. Nesta quinta-feira, um grupo de advogados, juízes, promotores, defensores, cartorários e estudantes de Direito atuarão em evento cujo objetivo será exatamente demonstrar que, pela via judicial e com o auxílio de profissionais do Direito, é possível resolver conflitos familiares e, por meio dessa solução, harmonizar Famílias ameaçadas por traumas muitas vezes existentes por falta de informação.

O Dia da Família será realizado no dia 07 de Dezembro, no Fórum desembargador Sarney Costa, sob a coordenação geral da juíza Joseane de Jesus Corrêa Bezerra, titular da Vara de Direito da Família, em articulação com o Movimento das Famílias, formado por um grupo de advogados que militam na área de Direito da Família, e coordenado pelo advogado Bruno Alberto Guimarães, que tem o apoio da advogada Juliana Corrêa. O evento será iniciado às 08 horas e encerrado às 12 horas.

O movimento de quinta-feira será uma ação social do grupo com a realização de palestras com psicólogos, exposições, atos simbólicos e atendimento jurídico gratuito na área de Família a pessoas carentes, visando valorizar a categoria e desenvolver a sua qualificação. Será também oferecido um café da manhã aos jurisdicionados, com o objetivo de integralizar as Famílias e lançar a campanha pela Paz nos lares. É de salutar importância que se compreenda a complexidade que representa uma Família para que se possa pensar sobre o significado dela no contexto de uma sociedade desigual e cheia de conflitos.

São Luís, 05 de Dezembro de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *