UFMA dá título de Doutor Honoris Causa a Nauro Machado, Jackson Lago e Dom Delgado

 

nauro-horz
Nauro Machado, Jackson Lago e Dom José Delgado serão Doutores Honoris Causa

O Conselho Superior da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) entrou definitivamente para a história cultural ao aprovar a criação de três títulos de Doutor Honoris Causa, propostos pelo reitor Natalino Salgado. Mais do que a criação dos títulos em si, a UFMA deu um passo de extrema relevância cultural e histórica quando decidiu que um dos títulos será do poeta Nauro Machado, outro será in memoriam do ex-governador Jackson Lago, e o terceiro homenageará Dom José Delgado, o sacerdote que criou efetivamente aquela instituição universitária.

Ao conceder o título de Doutor Honoris Causa a Nauro Machado, o Conselho da UFMA o coloca em patamar devido da instituição acadêmica, reconhecendo formalmente a densidade e a qualidade da obra monumental de um dos maiores poetas da língua portuguesa. Nauro não é um poeta a mais, um versejador comum. Nauro é um pensador, um filósofo, que enxerga e traduz o mundo por uma ótica muito especial. Isso porque além do poeta magistral, Nauro é também um prosador de consistência excepcional, pai de prosa que em muitos aspectos explicam o poeta aparentemente hermético, que sempre flerta com a tragédia, mas que, lido com atenção, nos dá uma visão de mundo extraordinária, até com uma dose forte de lirismo. Para muitos, ler Nauro Machado é um desafio gigantesco. Mas a compreensão flui quando o leitor tem noção mínima da linguagem poética. Há, sim, problemas de assimilação pela profundidade filosófica e histórica. Os grandes poetas brasileiros, os grandes críticos da língua portuguesa e os bons leitores de poesia já o reconheceram como um poeta maior. Não fez o Conselho da UFMA outra coisa que ratificar esse reconhecimento, respeitando também a figura ímpar que é o poeta, sua trajetória às vezes sombria próximo da tragédia, que, felizmente, não se consuma. O título reconhece sua identificação com a São Luís histórica, que o criou e que se tornou sua musa. A homenagem é, portanto, justa e oportuna.

Outro acerto do Conselho foi o título para o médico e professor Jackson Lago, que dedicou boa parte de sua carreira como professor do Curso de Medicina da UFMA. Se a justificativa fosse somente essa, associada à sua trajetória política, já estaria plenamente fundamentada. Ocorre que como médico, Jackson Lago, que se formou no Rio de Janeiro, se especializou em cirurgia do baço. Quando iniciou sua carreira de cirurgião nesta especialidade, ele revolucionou a medicina no Maranhão, porque na época – era o início dos anos 60 -, ele salvou muitas vidas, já que não havia ninguém com aquela formação. Tanto que ao longo da sua carreira como médico, Jackson Lago ficou conhecido pela sua competência como médico “salvador de vidas”. O cirurgião atuante se tornou professor de várias gerações de futuros médicos. Sabe-se que como docente do Curso de Medicina o médico Jackson Lago foi correto e disciplinado, sendo  reconhecido por todos pelo seu talento didático. A UFMA decidiu homenagear Jackson Lago também pela sua militância política em favor da democracia e das liberdades públicas. Contou para isso o fato de que foi combatente de peso contra a ditadura como um dos fundadores do PDT, juntamente com Leonel Brizola, depois que os militares lhes tiraram o PTB e o entregaram a Ivete Vargas. Sua militância política o levou à Assembleia Legislativa, à Prefeitura de São Luís em três eleições (1988, 1996 e 2000) e ao Governo do Estado em 2006.

A homenagem da UFMA pela concessão do título Doutor Honoris Causa foi prestada também a Dom José Medeiros Delgado, um sacerdote cearense, nascido em 1905, que foi arcebispo de São Luís de 1951 a 1963. Nesse período, ele fundou o que é hoje a Universidade Federal do Maranhão. Além de conceder o titulo, a UFMA também decidiu que a partir de agora o Campus do Bacanga está rebatizado como Cidade Universitária Dom Delgado.

 

PONTOS E CONTRAPONTOS

Sai a lista tríplice da UFMA

nair portelaA Comissão Eleitoral responsável pela consulta à comunidade da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) definiu ontem as listas tríplices para reitor e vice-reitor a serem encaminhadas para o Ministério da Educação para a escolha do sucessor do reitor Natalino Salgado a partir da primeira quinzena de outubro. A lista, como era previsto, é encabeçada pela professora Nair Portela (foto), que venceu a consulta com mais de 50% dos votos. O segundo colocado deveria ter sido o professor Fernando Gonçalves, que ficou em segundo lugar, com mais de 20% dos votos. Ele, no entanto, apresentou um documento solicitando a exclusão do seu nome, por não concordar com o resultado da consulta. E como os outros dois candidatos – Antonio Oliveira e Sofiani Labidi – não puderam ser colocados na lista por terem tido menos de 10% da votação, a Comissão completou a lista indicando a professora Marise Aranha, atual pró-reitora de Extensão, e a professora Zeni Lamy, do Departamento de Saúde Pública.

 

Novo Centro

O Conselho Superior da UFMA elevou ontem o status do Campus de Pinheiro, transformando-o em Centro. Com a decisão, a instituição passa a ter três centros – São Luís, Imperatriz e Pinheiro, que elegerão seus dirigentes pelo voto direto.

 

São Luís, 18 de Junho de 2015.

Um comentário sobre “UFMA dá título de Doutor Honoris Causa a Nauro Machado, Jackson Lago e Dom Delgado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *