Exata: Weverton lidera corrida ao Governo com cinco pontos à frente de Brandão

 

Weverton Rocha lidera seguido de Carlos Brandão, Lahesio Bonfim e  Edivaldo Jr.. que estão na briga, o que não é o caso de Simplício Araújo,Hertz Dias e Enilton Rodrigues, que só fazem figuração 

Se a eleição para o Governo do Maranhão fosse agora, o senador Weverton Rocha, pré-candidato do PDT, com 29% das intenções de voto, e o governador Carlos Brandão, pré-candidato do PSB à reeleição, com 24%, seriam os escalados pelo eleitorado para disputar um segundo turno. Na segunda rodada, o pedetista Weverton Rocha seria eleito governador com 43% dos votos contra 37%. Foram esses os números encontrados pela pesquisa Exata, contratada pelo jornal O Imparcial e divulgada ontem. Na disputa do 1º turno, o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes Lahesio Bonfim, pré-candidato do PSC, teria 14%, enquanto o ex-prefeito de São Luís Edivaldo Jr., pré-candidato do PSD, sairia das urnas com 11%, seguido de Simplício Araújo (Solidariedade), com 2%, Hertz Dias (PSTU) com 1% e Enilton Rodrigues não pontuou. Nenhum/Branco/Nulo somaram 6% e Não Sabe/Não Respondeu, 13%. Em relação ao 2º turno, Nenhum/Branco/Nulo somaram 11% e Não Sabe/Não Respondeu, 9%. A pesquisa Exata ouviu 1451 eleitores nas regiões Norte, Sul, Leste, Oeste e Grande São Luís, tem margem de erro de 3,28 pontos percentuais para mais ou para menos e está registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo MA 04453-2022.

Levando-se em conta o fato de que o instituto Exata não divulgou o período em que os questionários foram aplicados e que, se a aplicação tiver ocorrido nas últimas semanas, as respostas podem ter sido influenciadas pela onda frenética de boatos sobre a saúde do governador Carlos Brandão, os números chamam a atenção pelo salto dado pelo pré-candidato pedetista Weverton Rocha. A pesquisa Exata anterior mostrou Weverton Rocha com 22% e Carlos Brandão com 21%. De acordo com instituto, ambos cresceram, tendo o pedetista aumentado sete pontos percentuais, e o governador, quatro. E com o diferencial de que a diferença pró-Weverton Rocha, que é de quatro pontos, supera os 3,28 a margem de erro. Ou seja, se os números estiverem corretos, a vantagem do pré-candidato pedetista é sólida.

O cenário mostrado pela pesquisa Exata, ainda que possa haver alguma deformação no levantamento, sobre a disputa pelo Palácio dos Leões, acendeu o alerta vermelho no QG do governador Carlos Brandão. Quem conhece pesquisa sabe que enquanto a diferença está dentro da margem de erro, o resultado real pode ser diferente, tanto para um quanto para outro pré-candidato. É verdade que não dá ainda uma informação, mas o fato é que, segundo o levantamento feito pelo Exata, o senador Weverton Rocha abre uma pequena, mas importante vantagem, obrigando o governador Carlos Brandão a planejar e executar uma reação capaz de reverter essa reviravolta o mais rapidamente possível. E levando em conta o fato de que os números devem estimular o pré-candidato do PDT a intensificar sua pré-campanha, que tem jeito de campanha.

Finalmente, outra surpresa da pesquisa Exata: Simplício Araújo dobrou seu cacife, saltando de 1% para 2%, mantendo sua vantagem sobre Hertz Dias (PSTU), este estacionado em 1%, e sobre Enilton Rodrigues, que pela segunda vez toma conhecimento de quer o eleitorado do Maranhão não quer conversa com o PSOL

Outro dado forte levantado pela pesquisa é a vantagem que o pré-candidato do PSC, Lahesio Bonfim (14%), tem sobre o pré-candidato do PSD, Edivaldo Jr. (11%). Ainda se dê na fronteira da margem de erro, a diferença mostra que Lahesio Bonfim, que apareceu com 12% na última pesquisa, cresceu dois pontos percentuais, enquanto Edivaldo Jr. teve os mesmos 11%, ou seja, estacionou nesse período. O ex-prefeito de São Pedro dos Crentes (4.651 habitantes), deixa para trás o ex-prefeito de São Luís (1.2 milhão de habitantes), impondo-lhe uma vantagem de três pontos percentuais, quase fora da margem de erro.

Finalmente, outra surpresa da pesquisa Exata: Simplício Araújo dobrou seu cacife, saltando de 1% para 2%, mantendo sua vantagem sobre Hertz Dias (PSTU), este estacionado em 1%, e sobre Enilton Rodrigues, que pela segunda vez toma conhecimento de quer o eleitorado do Maranhão não quer conversa com o PSOL.

Se a corrida ao Governo se encontrava numa situação de calmaria, essa pesquisa Exata trouxe pólvora o suficiente para transformá-la numa guerra pelo voto.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Flávio Dino mantém ampla liderança na corrida ao Senado

Flávio Dino tem vantagem larga sobre Roberto Rocha

A pesquisa Exata confirmou a liderança folgada do ex-governador Flávio Dino (PSB) na disputa para o Senado da República, mas registrando queda em relação à pesquisa anterior. Flávio Dino tem a preferência de 51%, enquanto que o senador Roberto Rocha (PTB), candidato à reeleição, tem 26%. A corrida senatorial permanece rigorosamente polarizada, uma vez que nenhum dos demais candidatos tem mais do que cinco pontos percentuais de intenção de votos. Pastor Bel, terceiro colocado, apareceu com 5%, seguido de Paulo Romão (PT), que tem 2% – e cuja presença na pesquisa não faz sentido, uma vez que não há possibilidade de ele vir a ser candidato -, Saulo Arcangeli (PSTU), com 1% e que mais uma vez vai para o sacrifício, e Antônia Coriongo (PSOL), com 1%. A pesquisa para senador revela que neste item o eleitorado está posicionado, restando 7% que não votariam em nenhum, poderão votar em branco ou nulo, e 7% dos que não souberam ou não quiseram responder.

Mesmo aparecendo com sete pontos percentuais a menos do que na pesquisa Exata de maio, o ex-governador Flávio Dino é, de longe, a maior expressão política dessa eleição. Ele deixou um Governo de sete anos e meio bem organizado, com a máquina mais azeitada, com impressionante quantidade de realizações nas áreas da educação, da saúde, da segurança pública, na segurança alimentar, na infraestrutura urbana e viária, enfim algum não visto nas últimas décadas no Maranhão. Embalado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelos grupos mais conservadores, o senador Roberto Rocha busca a reeleição vendendo o que conseguiu viabilizar durante sete amis e meio de mandato.

 

Weverton ganha apoio de Maura Jorge e se consolida como o candidato do bolsonarismo

Maura Jorge apoia Weverton Rocha

O senador Weverton Rocha, pré-candidato do PDT ao Governo do Estado, recebeu ontem o reforço da última base bolsonarista na seara municipalista, a prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PL). Em entrevista à TV Mirante, ela confirmou o que já circulava como verdade no meio político e ganhou corpo à medida que os chefes bolsonaristas maranhenses, destacadamente o senador Roberto Rocha, chefe do PTB e pré-candidato à reeleição, e o deputado Josimar de Maranhãozinho, que comanda o PL, o Avante e tem forte influência sobre o Patriotas, foram se alinhando ao pré-candidato pedetista. Com o posicionamento público de Maura Jorge, cuja definição teria atendido a uma recomendação do próprio presidente Jair Bolsonaro (PL), o senador Weverton Rocha assume de vez a condição de candidato das forças bolsonaristas maranhenses, ainda que mantendo o discurso de que não tem qualquer compromisso de contrapartida em relação à disputa pelo Palácio do Planalto. Alguns intérpretes desse cenário, no entanto, duvidam dessa possibilidade, a começar pelo fato de que acordos político-eleitorais não existem com mão única e só funcionam com a regra universal segundo a qual uma mão lava outra.

São Luís, 14 de Junho de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *