TV Assembleia expande sinal, chega a 39 municípios e pode alcançar 3,9 milhões de maranhenses

 

A Mesa Diretora, o logo da TV Assembleia e momentos do parlamento estadual registrados pela emissora, que agora se expande para alcançar 39 municípios e 3,9 milhões de pessoas

Num momento em que as redes de TV aberta brasileiras passam por uma espécie de prova de fogo, travando uma guerra contra a desinformação e tentativas reacionárias de inibir os meios de comunicação eletrônicos que fazem Jornalismo sério e a concorrência implacável das TVs pagas, o Maranhão produz uma boa notícia: a TV Assembleia, órgão de divulgação do Poder Legislativo, que já cobria São Luís e 11  municípios da sua região metropolitana, onde habitam 1,6 milhão de maranhenses, deu um salto e, desde ontem, ampliou o seu alcance em 27 novos municípios, que reúnem 2,3 milhões de pessoas. Isso quer dizer que o alcance da emissora da Assembleia Legislativa é agora de 39 municípios, berços de 3,9 milhões dos 7,5 milhões que formam a população maranhense.

Até ontem, o sinal da TV Assembleia chegava a São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa São Luís, São José de Ribamar, Raposa, Paço do Lumiar, Alcântara, Bacabeira, Rosário, Morros, Axixá, Presidente Juscelino, Cachoeira Grande e Bacurituba, que formam a Região Metropolitana da Capital. Agora, além desses, o sinal da TV Assembleia também chega a Imperatriz, Timon, Caxias, Codó, Açailândia, Bacabal, Balsas, Santa Inês, Barra do Corda, Pinheiro, Chapadinha, Buriticupu, Grajaú, Itapecuru-Mirim, Coroatá, Barreirinhas, Tutóia, Vargem Grande, Viana, Zé Doca, Lago da Pedra, Coelho Neto, Presidente Dutra, São Bento, Bom Jardim, São Mateus do Maranhão e Colinas.

Com estrutura técnica consolidada e contando com uma equipe de profissionais de ponta em todas as áreas, a começar pelo Jornalismo, cuja base está no Centro de Comunicação, instalado na área do Palácio Manoel Beckman e hoje comandado pelo jornalista Edwin Jinkings, a TV Assembleia deixa, definitivamente, de ser uma emissora de alcance restrito a um bolsão privilegiado de maranhenses com direito a acompanhar o trabalho dos deputados estaduais. Agora, está ela transformada numa grande janela por meio da qual grande parte desses quase quatro milhões de maranhense têm a oportunidade de assistir ao vivo as sessões plenárias da Casa e, assim, conhecer o desempenho parlamentar dos deputados estaduais. Esse quadro transforma a Assembleia Legislativa do Maranhão numa das instituições legislativas mais avançadas do País nesse aspecto.

Não é pouca coisa. A começar pelo fato de que a atual programação da emissora é ampla e diversificada, com programas jornalísticos, e também os que são voltados para a comunidade, com informações sobre cultura, política, entretenimento e temas diversos, como direitos civis e meio ambiente, por exemplo. Mas o seu “horário nobre” são as sessões plenárias transmitidas ao vivo, nas quais os deputados – agora presentes no plenário ou com participação remota, por videoconferência – se manifestam, fazem propostas, debatem projetos oriundos dos demais Poderes, especialmente do Executivo, discutem temas os mais diversos, denunciam, se defendem de ataques, e vez por outra travam embates políticos às vezes ácidos relacionados a assuntos nacionais, estaduais, regionais e municipais. Por meio da TV Assembleia, o cidadão-eleitor pode formar juízo sabre a atuação de todos os parlamentares.

Fundada em 2011 na gestão do presidente Marcelo Tavares (PSB), advogado, estruturada na gestão do presidente Arnaldo Melo (MDB), médico, e fortalecida na presidência de Humberto Coutinho (PDT), também médico, a TV Assembleia ganhou mais envergadura na atual gestão, comandada pelo presidente Othelino Neto (PCdoB), jornalista profissional, que escalou para comandar a política de comunicação do Poder Legislativo, na qual a TV Assembleia está inserida, o jornalista profissional Edwin Jinkings, diretor de Comunicação. O viés jornalístico da formação do presidente da Casa e a experiência do diretor de Comunicação colocaram a TV Assembleia em 39 municípios, entre os quais os maiores, Imperatriz, Timon e Caxias, portanto, num patamar mais elevado, tornando-a uma emissora de largo alcance.

– Demos um passo importante com o início da transmissão ao vivo das sessões plenárias e a exibição de outras atividades da Casa para mais 27 municípios do Estado. É uma forma de fazer com que milhares de maranhenses tenham acesso aos trabalhos dos parlamentares e às discussões que ocorrem na Casa. Um investimento que a Assembleia Legislativa está fazendo para que tudo o que acontece aqui chegue ao maior número possível de pessoas, facilitando, assim, o acesso à informação – explicou o presidente Othelino Neto, com um discurso de quem sabe o que diz na área de comunicação.

Na mesma linha, o diretor de Comunicação Edwin Jinkings falou da expansão: “A expansão do sinal da TV Assembleia para municípios com mais de 40 mil habitantes do interior do Maranhão, além dos que já são alcançados na Região Metropolitana de São Luís, possibilita uma maior publicidade dos atos do Parlamento Estadual, bem como oferece à sociedade melhor conhecimento acerca do trabalho prestado pelos seus representantes, os deputados estaduais, na Assembleia Legislativa”. Edwin Jinkings deu uma informação importante: o processo licitatório de contratação da empresa de radiodifusão retransmissora do sinal da TV Assembleia ocorreu por meio de Pregão Eletrônico, mais ágil e mais transparente.

A importância da expansão da TV Assembleia pode ser medida pela reação dentro da própria Casa, onde, ontem, nada menos que oito deputados foram à tribuna comemorar o ganho: Marco Aurélio (PCdoB), Socorro Waquim (MDB), Rildo Amaral (SD), Rafael Leitoa (PDT), Neto Evangelista (DEM, Yglésio Moyses (PROS), Antônio Pereira (DEM) e Daniella Tema (DEM).

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

MDB vai se reunir para avaliar pré-candidatos e bater martelo

Roseana Sarney vai comandar a escolha do MDB entre os pré-candidatos a governador do Estado

O comando estadual do MDB deve se reunir em breve para definir a posição do partido em relação à disputa para o Governo do Estado. Sem candidato a governador, já que seu único nome viável, a ex-governadora Roseana Sarney decidiu não entrar na disputa, a cúpula partidária avaliará quatro caminhos: o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), que tem fortes ligação com o Grupo Sarney; o senador Weverton Rocha (PDT), que tem o apoio do deputado estadual Roberto Costa, vice-presidente do partido; Edivaldo Holanda Jr. (PSD), que se aproxima do MDB levado pelo deputado federal Edilázio Jr., presidente do PSD, e o deputado estadual César Pires, dois aliados de proa de Roseana Sarney, e Felipe Camarão (P), que tem fortes laços de família com os Sarney. Nos bastidores, correm rumores de que neste momento os ventos começam a soprar mais forte em favor de Carlos Brandão.

 

Weverton leva pré-campanha a Peritoró

Weverton Rocha com a bandeira do PDT

O senador Weverton Rocha (PDT) leva hoje seu projeto de candidatura a Peritoró, em mais uma edição do “Maranhão mais feliz”. Será o quinto ato da sua intensa pré-campanha, que começou em Imperatriz, Presidente Dutra, Pinheiro. O “Maranhão mais feliz” é um evento no qual o pré-candidato do PDT a governador reúne líderes municiais – prefeitos, vereadores e lideranças comunitárias -, com as quais discute pontos centrais do que pretende realizar à frente do Governo. Nas edições já realizada, Weverton Rocha atraiu alguns milhares de pessoas, exibindo confiança no seu projeto de candidatura. No seu discurso, deixa entrever que sua candidatura é irreversível, independentemente do acordo pelo qual o governador Flávio Dino está coordenando a escolha de um candidato na base governista.

São Luís, 29 de Outubro de 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *