PCdoB monta estratégia para eleger prefeitos em todo o estado, começando pelos grandes municípios

 

Marcio Jerry comanda as articulações do PCdoB para as eleições municipais

O PCdoB começa a montar uma estratégia ambiciosa de eleger prefeitos em todas as regiões do Maranhão – entre 50 e 60 dos 217, segundo objetivo traçado pelo seu presidente regional, deputado federal Márcio Jerry, para quem, o processo de definição de candidaturas começa agora. A estratégia da agremiação comunista, que é a maior força partidária da atualidade no Maranhão, foi ajustada durante a 17ª Conferência Estadual do partido, realizada na semana passada em São Luís, e prevê inicialmente articulações para definir a posição do partido nos 20 maiores municípios, a começar por São Luís, onde está sendo desenhada uma disputa dura entre Governo e Oposição. Movido por um pragmatismo realista, o PCdoB vai lançar candidatos a prefeito onde for possível, podendo também compor chapas fortes indicando candidatos a vice-prefeito. Em resumo: o partido governista vai entrar para valer o jogo sucessório municipal, disputado com força máxima onde tiver alguma chance de vencer. Em alguns desses municípios, o PCdoB jogará um jogo diferenciado, exatamente para manter ou ampliar seu espaço, mas também enfrentará pedreiras que poderão lhe criar problemas.

Em São Luís, o PCdoB terá candidato próprio (Rubens Júnior ou Duarte Júnior), podendo também participar de uma composição com o PDT, que tem sido seu parceiro preferencial, mas não tem um nome forte, ou com o PSB, que tem sido seu aliado em todas as jornadas políticas dos últimos tempos. Em São José de Ribamar, o PCdoB está diante de um xadrez complicado, podendo lançar candidato próprio, apoiar o prefeito Eudes Sampaio (PTB) por intermédio do ex-prefeito Luís Fernando Silva, ou fazer uma aliança com o ex-deputado Jota Pinto (Patriotas), que desponta como favorito. Já em Paço do Lumiar, o partido governista aguarda o retorno do prefeito Domingos Dutra, que se recupera de um grave problema de saúde, para definir um rumo.

Em Imperatriz, o partido já fechou questão em torno da candidatura do deputado Marco Aurélio (PCdoB), que irá com tudo para cima do ex-prefeito Ildon Marques (PSB), principal concorrente, mas que não é adversário do Governo. Em Timon, o terceiro maior colégio eleitoral maranhense, mesmo tendo o vice-prefeito, João Rodolfo, o PCdoB apoiará o candidato a ser lançado pelo prefeito Luciano Leitoa, que deve ser a secretária de Educação, Dinair Veloso (PSB), para enfrentar o capitão/PM Hormann Schnneyder, favorito, ainda sem partido.

No caso de Caxias, as duas maiores forças – uma liderada pelo prefeito Fábio Gentil (PRB), candidato à reeleição, e outra pela deputada Cleide Coutinho (PDT), cujo grupo ainda não escolheu candidato – são aliadas do Governo, e não havendo razão para se posicionar em um dos lados, pois só teria a perder, o PCdoB deve se manter distanciado da disputa. Já em Coroatá, o PCdoB deve investir todo o seu poder de fogo na candidatura do seu filiado, prefeito Luís da Amovelar Filho, candidato à reeleição e que enfrentará nas urnas ninguém menos que o ex-prefeito Ricardo Murad (PMN), no que muitos preveem como a mais dura e mais difícil guerra de todas as que serão travadas no processo eleitoral em todo o Maranhão. Politicamente destroçado nas eleições de 2018, Ricardo Murad jogará todas as suas fichas para voltar ao poder pela Prefeitura de Coroatá.

Em Balsas, todos os sinais apontam para o apoio do PCdoB à candidatura do Prefeito Eric Silva (PDT) à reeleição, não havendo indicativo de que o partido venha a lançar candidato próprio na cidade. O mesmo ocorrerá em Barra do Corda, onde o prefeito Eric (PCdoB) lançará um candidato do partido para enfrentar o candidato do grupo liderado pelo deputado Rigo Teles (PV), que pode, ele próprio, vir a ser o candidato. Em Bacabal, onde o prefeito Edvan Brandão (PSC) tentará a reeleição com o apoio do MDB por meio deputado Roberto Costa e do ex-senador João Alberto, o PCdoB se alinhará ao candidato a ser lançado pelo grupo liderado pelo deputado estadual Carlinhos Florêncio (PCdoB). E em Codó, o PCdoB deve apoiar a candidatura do prefeito Francisco Nagib (PDT) à reeleição, reforçando sua aliança com o PDT.

Nessa linha de ação, juntando identidade ideológica com afinidade política o PCdoB vai montando sua base de sustentação nos grandes municípios.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Escolha do vice-reitor causou surpresa dentro e fora da UFMA

Alan Kardec e Natalino durante a campanha eleitoral

Causou forte polêmica dentro e fora da UFMA a decisão do reitor Natalino Salgado de descartar o professor Alan Kardec, que foi, como ele, o mais votado na consulta para vice-reitor, e nomear o professor Marcos Fábio Belo Matos, do Curso de Comunicação de Imperatriz, para o posto de vice-reitor. Não houve ilegalidade no ato, a nomeação foi legítima, mas a decisão foi vista corretamente como uma contradição. Primeiro porque contrariou a tradição de se escolher o mais votado da lista tríplice escolhida pelo voto pela comunidade universitária, e depois porque o próprio reitor Natalino Salgado brigou pela sua nomeação fundamentado exatamente no argumento de que ele foi o mais votado na consulta. Não se discute a legitimidade do professor Belo Matos, critica-se a não escolha do professor Alan Kardec para vice-reitor. Nos bastidores, correm versões diversas sobre o assunto, a de que Natalino Salgado e Alan Kardec são desafetos, e a de que Natalino Salgado foi pressionado por Brasília para não nomear Alan Kardec por ter sido ele militante do PCdoB e por ter exercido o cargo de diretor da Agência Nacional de Petróleo (ANP) durante o Governo de Dilma Rousseff. Dificilmente se saberá ao certo o que aconteceu, embora o que passa é a impressão de que houve patrulhamento ideológico. O que ficou mesmo foi um clima de surpresa em uns e perplexidade em outros.

 

Nova edição do Assembleia em Ação será realizada na Região do Médio Mearim

Deputados na primeira edição do Assembleia em Ação”, realizada em Balsas

A Assembleia Legislativa dará continuidade, no dia 5 de dezembro, ao seu bem-sucedido projeto “Assembleia em Ação”, que consiste na realização de palestras e troca de informações sobre assuntos de interesse de deputados estaduais, vereadores e prefeitos. Depois de Balsas, abrangendo a região Sul, e de Timon, contemplando a região Leste, a iniciativa do presidente Othelino Neto (PCdoB) levará o evento agora ao município de Trizidela do Vale, abrangendo os 35 municípios do Médio Mearim. Ali, vereadores e prefeitos da região se reunirão com deputados no Auditório Municipal Cléber Carvalho Branco – um médico que foi deputado estadual pelo MDB e exerceu forte liderança na região de Pedreiras – se reunião para ouvir palestras sobre “Processo Legislativo”, proferidas por Bráulio Martins, diretor da Mesa da Assembleia Legislativa, e Anderson Rocha, consultor legislativo de Direito Constitucional, e sobre “Eleições de 2020”, por Antino Noleto, diretor Administrativo do parlamento estadual. Às palestras se seguem manifestações e debates, formato que produziu bons resultados nas edições realizadas até aqui. O presidente do Poder Legislativo, que faz questão de comandar cada um desses eventos fazendo a abertura e participando dos debates, demonstra entusiasmo com o projeto, a começar pelo fato de que ele proporciona a realização de debates sobre os mais diferentes problemas do estado. Avalizado pela Mesa Diretora do parlamento estadual, o programa tem superado as expectativas, crescendo a cada edição com a participação de prefeitos e vereadores.

São Luís, 27 de Novembro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *