Escolha do segundo nome para senador da chapa de Dino ganha peso com o manifesto da Famem

 

Cleomar Tema lê o manifesto em que prefeitos cobram participação no processo de escolha de candidatos najoritários
Cleomar Tema lê o manifesto em que prefeitos cobram participação no processo de escolha de candidatos majoritários na chapa de Flávio Dino

Manifesto da Famem: “A Famem, entidade representativa das cidades maranhenses, e que congrega prefeitos e prefeitas de todas as regiões do maranhão, vem tendo papel fundamental no processo de fortalecimento do municipalismo. Portanto, nada mais justo que a entidade esteja inserida no contexto no qual serão definidos os (candidatos a) cargos majoritários (para as eleições) de 2018”.

Governador Flávio Dino: “A Famem possui um forte poder aglutinador das forças municipalistas, e o presidente Tema, pessoa por quem tenho muito carinho e admiração, vem executando um excelente trabalho. Trata-se de uma reivindicação mais do que justa”.

O trecho do manifesto da entidade municipalista foi lido pelo prefeito de Tuntum e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão, Cleomar Tema (PSB), terça-feira, no Palácio dos Leões, em ato no qual a Famem homenageou o governador Flávio Dino (PCdoB), apontado em pesquisa do portal G1 como o governante estadual que mais cumpriu promessas de campanha (92%). E o que deveria ter sido encerrado como uma demonstração de bom relacionamento do governador e os prefeitos maranhenses terminou como um ato político de peso, que poderá influenciar fortemente na escolha do segundo nome – o primeiro é o deputado federal Weverton Rocha (PDT) – para compor as vagas de candidatos a senador na chapa em que Flávio Dino será candidato à reeleição.

Para começar, o manifesto foi lido pelo presidente da Famem com o aval de 142 prefeitos e prefeitas que se deslocaram para São Luís para reforçar a homenagem ao governador. Eles chegaram ao Palácio dos Leões acompanhados do secretário-geral da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Eduardo Tabosa e determinados a lembrar de que são agentes políticos de primeira linha, e que nessa condição não concordam que as decisões sobre candidaturas majoritárias sejam tomadas sem levar em conta o que eles têm a dizer sobre o assunto. Argumentam, em conversas fechadas, que sempre que isso acontece, alguns dos senadores eleitos se comportam como se não tivessem maiores compromissos com a municipalidade. Para os militantes do municipalismo liderados por Tema Cunha, a participação dos prefeitos no processo de escolha, além de valorizar devidamente a sua importância institucional, reconhece o seu imenso poder de fogo político e eleitoral.

Ao apresentar o manifesto e ouvir, em seguida, a resposta do governador Flávio Dino, classificando de “justa” a sua reivindicação política, os prefeitos deverão se articular para sair do segundo plano para entrar na mesa principal das decisões que formarão e embalarão. E pelo que a Coluna apurou nos bastidores, os prefeitos – ou pelo menos boa parte deles – não pretendem questionar a escolha já consumada do líder pedetista Weverton Rocha. Mas pretendem firmar posição em torno de um nome para a segunda vaga – que parecia destinada à deputada federal Eliziane Gama (PPS), que nos últimos dias vem negociando uma dobradinha com Weverton Rocha, com o aval do prefeito de São Luís, Edivaldo Jr, (PDT). Nas rodas de conversa o nome mais citados pelos prefeitos é o do ex-governador e atual deputado federal José Reinaldo Tavares (sem partido e a caminho do DEM).

Cleomar Tema – que teve sua posição de articulador reforçada com a partida do deputado Humberto Coutinho (PDT) – e os demais líderes municipalistas sabem que enfrentarão um processo complicado, que envolverá negociações delicadas e decisivas, mas sabem também que o ex-governador José Reinaldo, além do papel que teve na grande virada na política a maranhense nos últimos tempos, conhece como poucos os labirintos de Brasília e tem grandes possibilidades eleitorais. É esse conjunto de fatores que incentiva um grande número de prefeitos a apostar no seu nome.

E nesse contexto, o manifesto da Famem é uma contribuição importante e saudável para o debate político em um processo eleitoral que será decisivo para o Maranhão e para o Brasil. Com ele, as articulações ganharão intensidade, e a corrida para as duas vagas no Senado se confirmará como a mais intensa e difícil dos últimos tempos.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Esquerda lança hoje versão parlamentar da Frente em defesa de Lula

Zé Inácio e Lula: articulando a Frente em defesa do ex-presidente
Zé Inácio e Lula: articulando a Frente em defesa do ex-presidente, que terá futuro definido no próximo dia 24

As correntes de esquerdas se mobilizam em todos os sentidos para dar suporte político ao ex-presidente Lula da Silva (PT), que terá julgado no dia 24, em Porto Alegre, o recurso por meio do qual espera reverter a condenação a nove anos e meio de prisão por sentença do juiz Sérgio Moro baseada na acusação de que ele teria recebido um triplex em Guarujá (SP) como propina de um esquema montado na Petrobras em favor da empreiteira OAS. Na semana passada, líderes partidários de esquerda, sindicalistas, profissionais liberais, artistas e intelectuais realizaram, na Praia Grande, uma Frente em Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser candidato”. Hoje, será lançada a versão parlamentar do movimento, a Frente Parlamentar em Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser candidato. O lançamento se dará na Assembleia Legislativa, com a adesão do presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB)leia Legislativa

A Frente Parlamentar, como a Frente “civil” lançada na semana passada, é parte de um mega movimento em formação em todo o País com o um esforço político para evitar que a condenação do ex-presidente Lula seja confirmada pela Corte da Justiça Federal da Região Sul. A organização está sendo feita pelo deputado Zé Inácio, com a participação do PCdoB, PSB e PDT, cujo entendimento é o de que o ex-presidente Lula está sendo vitima de uma “trama golpista” destinada a impedir que ele se candidate a presidente, já que todas as pesquisas feitas até aqui o apontam como favorito na corrida ao palácio dos Planalto em outubro.

Os líderes do movimento argumentam que nada ficou provado nas investigações que embasaram a denúncia e que a sentença do juiz Sérgio Moro foi uma decisão política. Para eles, a candidatura de Lula a presidente “visa defender a democracia do Brasil contra o uso abusivo de instrumentos jurídicos na perseguição política de Lula e no desmonte aos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras”.

 

Seminário vai mostrar a deputados e assessores condutas vedadas na campanha eleitoral

Rodrigo Maia explica a Othelino como será o seminário sobre condutas vedadas
Rodrigo Maia explica a Othelino como será o seminário sobre condutas vedadas para deputados durante a campanha 

Se tudo correr como ficou acertado nesta quinta-feira no gabinete principal da Assembleia Legislativa, nenhum deputado estadual correrá para as urnas praticando alguma conduta vedada pela legislação eleitoral em vigor para as eleições de Outubro. O caminho para essa condição foi traçado numa reunião de trabalho na qual o presidente Othelino Neto (PCdoB) recebeu o procurador Geral do Estado, Rodrigo Maia, e uma equipe de subprocuradores. O procurador geral levou ao presidente do Legislativo a sugestão de realizar um seminário por meio do qual os deputados estaduais e assessores serão informados sobre as vedações que vingarão na campanha eleitoral deste ano.

O presidente Othelino Neto não apenas acatou a sugestão e agradeceu ao  procurador geral Rodrigo Maia como também determinou providências para a realização do seminário, no início de março. Haverá, primeiro, mais exatamente no dia 1º de março, uma apresentação para servidores de gabinetes parlamentares. E em seguida, em data a ser ainda definida, o seminário propriamente dito, com a participação de deputados.

“É um tema importante, para sabermos, preventivamente, as alterações feitas na legislação eleitoral, para que fiquemos sabendo de algumas condutas que terão que ser evitadas, sob implicação de cancelamento de registro de candidaturas ou ações pedindo cassação de mandatos. Foi uma conversa agradável e produtiva, que foi selada com essa parceria concreta”, disse o presidente.

Ao explicar a parceria aceita pelo presidente do Poder Legislativo, o procurador geral do Estado explicou que, além da proposta da parceria, sua ida ao Palácio Manoel Beckman serviu também para fazer um relato das ações em conjunto com o Legislativo Estadual. “Nessa relação de harmonia com os demais Poderes, a visita serviu também para apresentar ao presidente Othelino Neto as atuações que a Procuradoria tem junto à Assembleia, seja na área de capacitação e cooperação que temos com a Procuradoria-Geral da Assembleia”, explicou.

São Luís, 19 de Janeiro de 2018.

 

2 comentários sobre “Escolha do segundo nome para senador da chapa de Dino ganha peso com o manifesto da Famem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *