Declarações fortes e articulações intensas marcam início da contagem regressiva para reunião decisiva

 

Em cima: Flávio Dino inaugura restaurante em Caxias com Fábio Gentil e Carlos Brandão. Embaixo: Weverton fala no evento de pré-campanha em Timon

O início da contagem regressiva para a reunião do dia 29, quando o governador Flávio Dino (PSB) e os líderes dos partidos que integram a aliança governista colocarão as cartas na mesa para definir o candidato do grupo ao Governo do Estado, está sendo marcado por manifestações que sugerem risco de ruptura. De um lado, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) turbinando seu projeto de candidatura, e de outro o senador Weverton Rocha (PDT) dando seguidas demonstrações de que está forte o suficiente para levar à frente o seu projeto de chegar ao Palácio dos Leões, com ou sem a condição de candidato do grupo. Os secretários Felipe Camarão (PT) e Simplício Araújo (SD) mantêm suas agendas de candidatos a candidato, embora os fatos indiquem, pelo menos até aqui, que as suas chances de encabeçarem a chapa da aliança governista são muito remotas, quase nulas.

No domingo (21), Carlos Brandão iniciou uma nova fase na sua pré-campanha programado para acompanhar o governador Flávio Dino em todos os eventos da maratona de inaugurações que o chefe do Poder Executivo deve cumprir nos pouco mais de quatro meses que lhe restam de mandato, uma vez que está praticamente oficializada sua decisão de renunciar para concorrer à vaga no Senado. Ontem, por exemplo, o vice-governador foi a Caxias, onde conta com o apoio do prefeito Fábio Gentil (Republicanos), de onde seguiu para Peritoró, para cumprir roteiro idêntico. Ao mesmo tempo, tem jogado todo o seu peso político em articulações que têm resultado na ampliação do lastro político da sua candidatura, exibindo confiança na viabilidade do seu projeto de poder.

No contraponto, o senador Weverton Rocha segue cumprindo sua agenda de compromisso elencados na sua agenda pré-eleitoral. Na noite de sábado, realizou a etapa do projeto “Maranhão mais feliz” em Timon, onde ouviu a declaração de apoio da prefeita Dinair Veloso (PSB) e do Grupo Leitoa, que controla o PDT e o PSB no município, onde há dissidências. Ali, em entrevistas e no discurso que fez no evento, o senador Weverton Rocha foi enfático na reafirmação da sua pré-candidatura, sinalizando também total disposição. Em conversas com jornalistas, negou, de maneira contundente, qualquer possibilidade de acordo no sentido de retirar sua candidatura, chegando a admitir, sem ser explícito, que seu projeto não tem volta.

Em meio a esses movimentos, ocorre um frenético processo de articulação, alimentado por partidários dos dois candidatos, que operam para fortalecer a base partidária das candidaturas. Esse processo ganhou intensidade ontem à tarde, quando blogs mostraram imagens do governador Flávio Dino reafirmando, em Caxias, que espera sair da reunião do dia 29 com o candidato definido. Ao mesmo tempo, circularam imagem do senador Weverton Rocha, reafirmando, em Timon, que seu projeto não tem volta. E numa entrevista à Rádio Timbira, o deputado Duarte Jr. (PSB), que integra a linha de frente da base de apoio do vice-governador Carlos Brandão, declarou estar convencido de que o senador Weverton Rocha romperá com o governador Flávio Dino.

Todos os movimentos ocorridos entre sábado e ontem indicaram, com clareza inequívoca, que a aliança governista caminha, de fato, para a reunião da próxima segunda-feira com ânimo para bater martelo. Foi o que deixou claro o governador Flávio Dino, que nas suas falas em Caxias defendeu que a etapa de escolha do candidato a governador, e também a sua candidatura à senador, deve ser resolvida agora, de modo que a aliança inicie ano que vem já pensando na campanha propriamente dita. O discurso do governador também incluiu um apelo: “É hora de nos unirmos”.

Os movimentos do governador e dos pré-candidatos do seu campo político estão sendo acompanhados com atenção máxima pelos adversários, que definirão efetivamente suas estratégias a partir do momento em que o martelo for batido no campo governista.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Prefeitos se movimentam em direção a Brandão e a Weverton

Caros Brandão e Weverton Rocha disputam apoio de prefeitos 

É intensa a troca de posição de prefeitos em relação aos pré-candidatos a governador Carlos Brandão e Weverton Rocha. Nas contas de um político experiente, que conhece o direito e o avesso da política maranhense, pelo menos uma dezena dos 25 prefeitos eleitos pelo Republicanos, cujo presidente estadual, deputado federal Cléber Verde, faz parte do comando da campanha do líder pedetista, já teriam acertado apoio ao pré-candidato tucano. Alguns prefeitos eleitos PL, comandado pelo deputado federal e pré-candidato a governador Josimar de Maranhãozinho, já teriam declarado apoio a Weverton Rocha e outros a Carlos Brandão, que também já teria recebido apoio de prefeitos do PTB, do DEM e do PP. A grande maioria são casos ainda não declarados publicamente, mas que virão à tona no momento certo. De acorde o com o experiente observador, não dá ainda para dizer quem está se saindo melhor nessa movimentação, se o vice-governador Carlos Brandão ou o senador Weverton Rocha.

 

Migração em curso na fatia do PDT que integra o Governo

Francisco Nagib ao lado de Carlos Brandão, com Márcio Honaiser em posição mais discreta, atrás dos dois

Os representantes do PDT na equipe de ponta do governador Flávio Dino começam a se posicionar em relação à disputa pelo Governo do Estado. Um exemplo: nas últimas semanas, sempre que participavam de atos como integrantes da comitiva governamental com a presença do vice-governador Carlos Brandão, o secretário de Desenvolvimento Social, Márcio Honaiser, que é deputado estadual licenciado e figura de proa do comando pedetista, e o diretor-geral do Detran, Francisco Nagib, ex-prefeito de Codó, também figura destacada na elite pedetista, cuidavam de se posicionar de modo a não aparecerem nas imagens passando a impressão de estarem alinhado ao vice-governador. Nos últimos dias, essa situação mudou. O secretário Márcio Honaiser manteve o cuidado de não parecer ligado a Carlos Brandão, demonstrando sua lealdade partidária ao senador Weverton Rocha. Já o diretor-geral do Detran mudou de atitude e, pelo menos em dois eventos, fez questão de se posicionar ao lado de Carlos Brandão, deixando no ar a impressão de que está migrando. A movimentação é tão explícita, que gerou muitos comentários, levando Francisco Nagib a divulgar nota explicando sua posição: é grato do governador Flávio Dino e tem admiração pelo vice-governador Carlos Brandão, mas é leal ao PDT, sem, no entanto, dizer o que pensa do senador Weverton Rocha.

São Luís, 23 de Novembro de 2021.

 

2 comentários sobre “Declarações fortes e articulações intensas marcam início da contagem regressiva para reunião decisiva

  1. Infelizmente a coluna do nobre jornalista virou um conto de puxAssaquismo. Todos sabem que os prefeitos do partido do Josimar, jamais abandonariam ele, Haja visto que estão recebendo mais recursos por intermédio dele do que do Estado do Maranhão. E os de Weverton a mesma coisa. Porém, as fontes da “coluna” são os pensamentos bajuláveis

  2. Um governo de compromisso, será Carlos Brandão, o outro todos já conhecem seu perfil, queremos o melhor para o Maranhão, por isso, sou + Carlos Brandão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *