Debate TV Band: Braide se diz próximo ao Governo Bolsonaro e Duarte Jr. reafirma aliança com Flávio Dino

 

Eduardo Braide e Duarte Jr. reafirmaram suas propostas de campanha e se posicionaram claramente no campo político

Eduardo Braide (Podemos) e Duarte Jr. (Republicanos) concluíram o debate da TV Band, realizado em parceria com a TV UFMA, do jeito que o iniciaram: sem nada acrescentar ao que já disseram sobre projetos em outros debates, sabatinas e programa eleitoral gratuito. Apresentaram as mesmas propostas sobre saúde, educação, mobilidade urbana, zona rural, inclusão social; pronunciaram as mesmas frases e trocaram as mesmas acusações. O diferencial do confronto foi nas suas identificações políticas. Eduardo Braide assumiu ter bom relacionamento com o Governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e deixou no ar a impressão de que, se eleito, não precisará de uma boa relação com o Governo Flávio Dino (PCdoB). Já Duarte Jr. se posicionou em sentido contrário, assumindo sua aliança com o governador do Estado, por considerá-la fundamental para uma boa gestão na Prefeitura de São Luís, mas também afirmando que usará os caminhos possíveis para buscar recursos no Governo Federal.

O confronto político foi provocado pelo candidato Duarte Jr., que tomou a iniciativa questionando atitudes e manifestações de Eduardo Braide e classificando de mentirosos os ataques da campanha do candidato do Podemos à sua candidatura. Eduardo Braide tentou evitar o pugilato verbal, argumentando que estava ali para apresentar e debater proposta, mas Duarte Jr. manteve sua estratégia de provocar o oponente, que em vários momentos teve de abandonar o discurso de campanha para se defender, às vezes com sucesso, às vezes se mostrando muito incomodado. Os dois usaram muitas vezes e com insistência o adjetivo “mentiroso”, num processo desgastante para ambos, que repetiram as mesmas e já surradas acusações.

Politicamente, Eduardo Braide deixou claro que tem afinidades e boas relações com o Governo do presidente Jair Bolsonaro, algo que relutou admitir durante toda a campanha, sem, no entanto, assumir a condição de bolsonarista. O candidato do Podemos fez críticas ao governador Flávio Dino, tentando se colocar como responsável pela fatia de recursos que o Governo do Maranhão recebeu como rateio do Pré-Sal, o que na verdade foi uma decisão do Congresso Nacional como um todo. E ao se colocar como amigo do Governo Federal, disse, enfaticamente, que o prefeito de São Luís tem de ser independente, não explicando exatamente em relação a quê e a quem.

Já o candidato do Republicanos não vacilou em se posicionar como parte da aliança do governador Flávio Dino. Duarte Jr. deixou claro que atua no campo liderado pelo governador e que, se eleito, vai ampliar as parcerias que o Governo do Estado já tem com a Prefeitura de São Luís. Ele disse ter certeza de que vai atuar fortemente para aumentar os investimentos do Governo do Estado em São Luís. Em relação ao Governo Federal, foi igualmente enfático ao afirmar que usará todos os meios para obter recursos federais, por entender que não se trata de problema político, mas um direito dos municípios e que recorrerá ao seu partido para ajudá-lo a chegar às fontes de recursos federais.

Bem planejado e comandado sem falhas pela competente e experiente jornalista Daniella Bandeira, o debate da TV Band/TV UFMA poderia ter sido melhor aproveitado pelos candidatos. O problema é que eles já apresentaram repetidamente as suas propostas e esgotaram os seus repertórios de ideias e projetos para suas eventuais gestões. O confronto político, que foi o destaque do evento, serviu para o eleitor saber, finalmente, e agora de maneira muito clara, com quem está Eduardo Braide e com quem está Duarte Jr. na seara política maior, que no fundo move esse confronto. E visto pelo ângulo da política nesse ponto, o debate valeu a pena.

 

PONTO & CONTRAPONTO

Bira do Pindaré mostra coerência e consciência de grupo

Bira do Pindaré mostra coerência e noção de grupo

“Numa eleição dessas não há espaço para muro”. De todas as declarações feitas nos últimos dias da segunda e decisiva etapa da corrida para a Prefeitura de São Luís, essa foi, de longe, a que melhor definiu o quadro político em que se dá o confronto entre Eduardo Braide (Podemos) e Duarte Júnior (Republicanos).

Quem a pronunciou foi o deputado federal Bira do Pindaré, que participou da disputa pelo PSB e ficou em 5º lugar. E que, numa demonstração de coerência e consciência de grupo, se posicionou ao lado de Duarte Jr., segundo a linha do governador Flávio Dino (PCdoB) e seus aliados mais fiéis. Bira do Pindaré não só declarou apoio ao candidato do Republicanos, mas também  mobilizou o PSB da Capital, se envolveu na campanha e foi para a rua pedir votos.

Vale registrar que Bira do Pindaré fez uma campanha exemplar. Apresentou propostas – entre elas um ousado projeto para desenvolver a Zona Rural de São Luís, e já incorporada por Duarte Jr. -, debateu o cenário social, econômico e cultural da Capital, defendeu enfaticamente políticas de inclusão, bem dentro da sua linha de ação como parlamentar. Além disso, ficou à margem de ataques e agressões, mantendo inalteradas sua postura e sua conduta até no dia da votação, tendo recebido o resultado das urnas com serenidade.

Seu apoio a Duarte Jr. levou em conta dois fatores. O primeiro foi o próprio candidato, que considera o melhor para comandar São Luís, e o outro, a sua noção de grupo, que o colocou na linha adotada pelo governador Flávio Dino na manutenção da grande frente político-partidária construída em 2014, da qual tem sido um dos membros mais atuantes.

 

Rigo Teles mostra habilidade ao pedir apoio ao Governo para  saúde de Barra do Corda

Carlos Lula disse que o pleito de Rigo Teles será atendido em Barra do Corda, que foi eleito prefeito

O deputado estadual Rigo Teles (PL), prefeito eleito de Barra do Corda, deu ontem uma demonstração de inteligência política. Ele procurou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, para pedir o apoio do Governo do Estado para solucionar os problemas que afetam o Hospital Materno Infantil do município a partir do dia 1º de Janeiro, quando assumirá o comando do município. Ali ocorreram mortes de crianças que até hoje não foram satisfatoriamente explicadas. Também politicamente inteligente, o secretário Carlos Lula não pensou duas vezes e disse ao prefeito eleito a Secretaria de Saúde está pronta para fazer as parcerias necessárias com a nova gestão da Prefeitura de Barra do Corda.

A solicitação do deputado e a resposta positiva do secretário poderiam passar como um fato comum, corriqueiro, já que o Governo do Estado tem atuado de maneira republicana com os municípios. Mas no Caso de Barra do Corda, há um dado diferencial: Rigo Teles derrotou nas urnas o candidato do PCdoB, apoiado pelo atual prefeito Wellriky da Silva (PCdoB). Experiente, decano da Assembleia Legislativa, e no exercício do oitavo mandato, Rigo Teles, dá uma demonstração de habilidade política e de responsabilidade como gestor, à medida que deixa de lado as diferenças políticas e ideológicas com o Governo do Estado e cria uma ponte importante para conseguir meios para viabilizar suas ações no comando municipal.

São Luís, 26 de Novembro de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *