Weverton opera para reforçar sua pré-candidatura com guinada radical na direção do bolsonarismo

 

Weverton Rocha durante uma das edições do “Maranhão mais feliz”, ao lado da sua esposa, Sâmia Bernardes

Na iminência de confirmar o apoio já alinhavado do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), chefe maior do partido do presidente Jair Bolsonaro no Maranhão, depois de perder vários aliados importantes, o senador Weverton Rocha (PDT) vem mantendo o mesmo ritmo inicial da sua ostensiva e intensa pré-campanha ao Governo do Estado, realizando os eventos por ele batizados de “Maranhão mais feliz”, na verdade atos políticos com formato de comício, que fecha sempre com um discurso de campanha em que afirma ter solução para todos os problemas do estado.  Além disso, o senador vem alimentando uma frenética ponte-aérea São Luís-Brasília-São Luís, para exercer o mandato, e às vezes com desvio de rota, como ontem, quando ele desembarcou em São Paulo integrando a comitiva que acompanhou o presidente do Senado e do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD/MG), aos estúdios da TV Cultura, onde concedeu entrevista ao conceituado programa Roda Viva. “Estamos aqui em São Paulo acompanhando o presidente Rodrigo Pacheco na entrevista que ele concederá daqui a pouco à TV Cultura”, postou o senador maranhense em rede social, atuando mais com um assessor do que como líder da bancada do PDT no Senado. Toda essa movimentação visa um único objetivo: fortalecer sua pré-candidatura ao Governo do Estado, começando por voltar à liderança nas pesquisas, hoje perdida para o governador Carlos Brandão (PSB), e evitar o risco de ser seriamente ameaçado pelo ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr., pré-candidato do PSD ao Palácio dos Leões.

O senador Weverton Rocha não admite sequer a possibilidade de rever seu projeto de candidatura. Ele e seus aliados mais próximos exibem a convicção de que sua determinação e sua estratégia o levarão ao Palácio dos Leões. E, curiosamente, esse sentimento dominante entre os seus apoiadores mais próximos foi nitidamente reforçado depois que veio à tona a informação de que, depois de perder o apoio do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), e da sua colega de bancada Eliziane Gama (Cidadania), ele receberá o apoio formal de Josimar de Maranhãozinho. Por esse acordo, alinhavado com a ajuda de aliados em Brasília, a base da sua pré-candidatura será turbinada com quatro deputados federais, cinco deputados estaduais e entre 25 e 30 prefeitos, já que entre 10 e 15 dos 40 que seu partido elegeu se posicionaram como governador Carlos Brandão.

Outro item da sua estratégia, decidido ainda em fevereiro, mas só declarado no final de abril, foi o rompimento com o ex-governador Flávio Dino (PSD). “Uma coisa nosso grupo já decidiu: não votaremos no Flávio Dino”, declarou ele em Caxias, para dias depois mandar deputados estaduais integrantes do seu núcleo de comando declararem apoio à pré-candidatura do senador Roberto Rocha (PTB) à reeleição. A decisão surpreendeu pelas irônicas coincidências que ela reúne: o senador Weverton Rocha, eleito em 2018 com o apoio decisivo do então governador Flávio Dino, resolveu virar as costas ao agora ex-governador pré-candidato ao Senado, para aliar-se ao senador Roberto Rocha (PTB), pré-candidato à reeleição, ele também eleito com a ajuda providencial do então governador Flávio Dino em 2014. Nada parecido aconteceu na política maranhense nas últimas décadas.

Ao firmar aliança com Josimar de Maranhãozinho e Roberto Rocha, Weverton Rocha deu uma guinada radical à direita, ligando-se, ainda que informalmente, ao braço do bolsonarismo no Maranhão. “Desafio quem prove que eu tenha votado contra trabalhadores”, brada nos seus discursos contestando rumores de acordos subterrâneos com o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). E reforça sua “independência” alimentando ligação forte com a zoadenta, mas pouco influente, dissidência do PT, concentrada numa corrente petista com base em São Luís, que avaliza seu discurso já não tão enfático de apoio à pré-candidatura do ex-presidente Lula da Silva (PT) ao Planalto.

O fato é que, com todos os altos e baixos e erros e acertos, o senador Weverton Rocha mantém de pé o seu projeto de candidatura, indicando que fará de tudo para que seu foguete sem marcha à ré não dê meia volta e retorne à base. Prova disso foram as edições do “Maranhão mais feliz” em São Luís Gonzaga e Pastos Bons, na semana passada.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

A AgroBalsas: Brandão autoriza pavimentação da MA-006 e faz regularização fundiária

Carlos Brandão, secretários e líderes empresariais do agronegócio em ato preparatório da feira; e um dos espaço da feira, uma das 20 maiores do País.

O governador Carlos Brandão (PSB) participou ontem da festa de abertura da 18ª AgroBalsas, o maior evento do agronegócio da chamada região Matopiba e cujo foco é o desenvolvimento, a inovação, a troca de informações nacionais e internacionais e a tecnologia avançada na produção agrícola mecanizada em carga escala, como acontece na região polarizada por Balsas, no Sul do Maranhão. Na sua participação, o governador anunciou obra de pavimentação rodoviária e ações de regularização fundiária na região.

O governador Carlos Brandão estará na 18ª edição da AgroBalsas, um dos maiores eventos de agronegócio no Maranhão, que começa nesta segunda-feira (16), a partir das 19h, na Fazenda Sol Nascente. Neste ano, a AgroBalsas tem foco no desenvolvimento, inovação, transferência de informações nacionais e internacionais e tecnologia avançada. Na ocasião da agenda, Carlos Brandão autorizou a pavimentação da MA-006, no trecho que liga Tasso Fragoso a Alto Parnaíba, e assinou termo de regularização fundiária, que será o maior na história da região. E na sua fala, o governador reafirmou o seu compromisso de investir para que o Maranhão avance como um grande celeiro de produção agrícola do Brasil e do mundo.

Organizada pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Corredor de Exportação Norte (Fapcen) com o apoio do Governo do Maranhão, a AgroBalsas é uma das 20 maiores exposições agropecuárias do País e deve gerar negócios na ordem de R$ 3 bilhões com a participação de produtores rurais, pecuaristas, empresas e organizações públicas e civis, tendo como forte o agronegócio. A exposição segue até o dia 20.

É isso aí.

 

Roberto Costa mantém tradição com a Festa das Mães em Bacabal

Roberto Costa com participantes da Festa das Mães em Bacabal

Já inscrita no calendário de eventos da cidade, devido a importância que ganhou ao longo dos últimos 10 anos, a Festa das Mães realizada pelo deputado Roberto Costa (MDB) em Bacabal vai muito além do roteiro tradicional. Tem brindes, sorteios e distribuição de mimos. Mas o que chama a atenção é o gigantismo do evento, que reúne uma multidão em verdadeiro clima de festa. Foi assim no último sábado (14), no Centro Cultural da “Princesa do Mearim”, onde uma expressiva fatia feminina dos seus 106 mil habitantes se concentrou atendendo ao convite do parlamentar. A edição desse ano teve uma programação tão rica quanto intensa. A distribuição de brindes e os sorteios de eletrodomésticos – televisores, fogões, geladeiras, liquidificadores e poupança no valor de R$ 1 mil, com transmissão direta pelas TVs locais foram embalados por orações e em seguida por artistas, como o cantor Guilherme Kalebe, de 10 anos, que fez uma homenagem especial às mães, e a cantora Taty Mel e o Dj Bigu completaram a festa animando os milhares de bacabalenses presentes ao evento. Em meio às manifestações de gratidão, o deputado Roberto Costa, que tem uma forte relação pessoal e política com Bacabal, quase não segurou a emoção: “Foi uma festa muito bonita, dois anos sem a gente ter esse abraço carinhoso das mães de Bacabal. Mas, graças a Deus, a gente conseguiu realizá-la mais um ano e reunimos uma multidão. Foi muito bom. Valeu a pena”.

São Luís, 17 de Maio de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *