Felipe Camarão entra na corrida aos Leões e, se ganhar o apoio do PT e de Lula e o aval de Dino, pode decolar

 

Felipe Camarão em ação pelo apoio do PT e por dobradinha com ex-presidente Lula

É verdade que, pelo menos no primeiro momento, não causou um terremoto político capaz de desarmar outras pré-candidaturas, mas não há como negar que a entrada do advogado Felipe Camarão (PT), atual secretário de Estado de Educação e nome de proa do núcleo duro da equipe do governador Flávio Dino (PSB), estremeceu o campo minado e agitado em que se dá a disputa pelo Palácio dos Leões. O estremecimento ganhou intensidade no sábado, em Pedreiras, onde, em uma escala da caravana do PT, acompanhado de destacadas lideranças do partido, como o deputado estadual Zé Inácio, vice-líder do Governo na Assembleia Legislativa, mandou o seguinte recado: “Eu quero ser o governador do Maranhão. Eu quero ser o governador do Maranhão, do PT, do presidente Lula e dos Josés, Marias, e de todos os cidadãos maranhenses”. Se abraçado pelo PT, como ele acredita que será, o projeto de candidatura de Felipe Camarão terá impacto decisivo nas pré-candidaturas do senador Weverton Rocha (PDT) e do vice-governador Carlos Brandão (PSDB), que trabalham duro para atrair o apoio petista e, na esteira dele, de dobradinha com o ex-presidente Lula da Silva (PT) no Maranhão.

Todas avaliações feitas sem paixão partidária sobre o “fator PT” no Maranhão levam invariavelmente à conclusão de que o candidato que vier a ter o apoio desse partido sairá no lucro alto. Primeiro porque, mesmo que seu desempenho no estado seja muito modesto, o seu gigantismo nacional do PT garante ao braço maranhense vantagens importantes, como, por exemplo, boa fatia de tempo para campanha no rádio e na TV. Mas o que pesa mesmo é uma dobradinha no estado com o presidente Lula da Silva como candidato que vier a ter o seu apoio. E se esse candidato for também brindado com o aval do governador Flávio Dino, terá força política e eleitoral para chegar ao segundo turno e brigar pelo Palácio dos Leões no ano que vem.

Se vier a ter sua candidatura confirmada pelo PT, Felipe Camarão entrará no jogo com tudo o que a legenda dispõe, podendo também ganhar o suporte do governado Flávio Dino que, vale destacar, ainda não se manifestou em relação ao movimento do seu secretário der Educação. O tempo de rádio e TV será crucial para sua campanha e o apoio do presidente Lula da Silva pode ser decisivo para alavancar sua candidatura. É essa equação que está levando o senador Weverton Rocha a investir tão forte para ganhar o apoio do PT e do seu líder maior. E mesmo faz o vice-governador Carlos Brandão, estimulado pela aliança do PT com o governador Flávio Dino. A movimentação de ambos nessa direção passa a impressão de que sem o apoio do PT e do ex-presidente Lula suas candidaturas enfrentarão dificuldades.

Felipe Camarão entra no jogo na hora certa, faltando exatamente um ano para a eleição. É jovem, tem boa imagem, tem credibilidade como gestor e comanda o maior programa de educação de base em curso no País, formado projetos avançados como Escola Digna, Escola de Tempo Integral e Iemas, dando também suporte ao ensino universitário, com a consolidação da Uema Sul. Aos 39 anos, é um dos quadros mais destacados da sua geração no serviço público, com desempenho acima da média nas funções que exerceu, a exemplo da Secretaria de Estado da Educação. Sempre teve um pé na política, tendo sido, por exemplo, lembrado para disputar a Prefeitura de São Luís em 2020. E desembarcou de vez nessa seara meses atrás dando uma tacada certeira ao se filiar ao PT motivado pelo projeto de disputar uma cadeira na Câmara Federal. Agora dá uma guinada radical ao se lançar pré-candidato ao Governo do Estado.

Recebida por muitos com surpresa e por outros nem tanto, sua entrada na corrida ao Palácio dos Leões acendeu luz amarela para Weverton Rocha e Carlos Brandão, e uma luz quase vermelha para o ex-prefeito Edivaldo Holanda Jr., que vê ganhar forma um forte candidato ao posto de “Terceira Via”. Pode ser que o seu projeto de candidatura majoritária não prospere, mas a impressão que está causando nesse primeiro momento é o de que tem rumo e pode decolar.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

DESTAQUE

Imperatriz ganha Hospital do Amor, fruto do esforço político do senador Weverton Rocha

Momentos da inauguração do Hospital do Amor em Imperatriz, ato comandado por Weverton Rocha e com a participação de Veneziano Vital, Eliziane Gama e Othelino Neto: grande relevância social e expressivo peso político

O senador Weverton Rocha fechou a semana fortalecendo expressivamente seu projeto de candidatura ao Governo do Estado na Região Tocantina, com a inauguração, sexta-feira (08), em Imperatriz, da filial maranhense do Hospital do Amor, uma rede hospitalar de excelência no tratamento curativo preventivo do câncer, originada em Barretos (SP). A inauguração contou com a presença do governador Flávio Dino (PSB), do presidente em exercício do Senado, Veneziano Vital do Rego (MDB-PB), e do presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), além da senadora Eliziane Gama (Cidadania) e do prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (DEM) e líderes partidários. Um ato de elevada importância social e com forte conotação política.

Fruto do esforço pessoal e político do senador Weverton Rocha, que destinou R$ 40 milhões de suas emendas parlamentares para a construção do prédio e equipamentos, o HA de Imperatriz tem mais de 2 mil metros quadrados de área construída, com diversas salas de atendimento específico para o tratamento oncológico, além de salas para a realização de exames, como mamografia, ultrassom, dentre outros. A unidade tem previsão de realizar a prevenção do câncer de mama em mulheres de 50 a 69 anos, e do câncer de colo de útero em mulheres de 25 a 64 anos. Ali, pacientes poderão fazer exames de mamografia, Papanicolau, consultas com mastologista, consultas com ginecologista e as biópsias, tanto de mama quanto de colo de útero. A unidade também terá um centro cirúrgico, para a retirada de pequenos tumores, tanto de colo de útero, quanto de mama.

A inauguração contou, ainda, com a presença do governador Flávio Dino, que destacou a importância da união de esforços para ampliar a rede de saúde pública na Região Tocantina. “Parabenizo o senador Weverton por essa iniciativa, que permite que essa região avance na conquista dessa meta de ser transformada em um polo de saúde”, disse.

Veneziano Vital do Rego, presidente em exercício do Senado, saudou o ato HA como uma conquista do senador Weverton Rocha, da Região Tocantina, do Maranhão e de todo o Nordeste, destacou o hospital como uma referência no tratamento e na prevenção do câncer de mama, útero e ovário. “Uma grande conquista para o povo da nossa região”, afirmou Veneziano, referindo-se ao Nordeste como um todo.

O presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto, principal aliado do senador Weverton Rocha, lembrou que é ainda elevado o número de mulheres que morrem vítimas de câncer por desinformação e ausência de prevenção. “Esse hospital vai, certamente, salvar muitas vidas, permitindo não só o tratamento, mas fazendo um trabalho muito importante de prevenção, cuidado e informação para que menos mulheres adoeçam e, consequentemente, diminua o percentual de mortalidade. Parabéns ao senador Weverton pela concretização deste sonho”, disse.

Responsável maior pelo projeto e sua implantação, iniciada em junho de 2020, o senador Weverton Rocha justificou a iniciativa:

“Sonhamos muito com esse hospital e estamos muito felizes por vermos esse sonho sendo concretizado. O Hospital de Amor faz parte de uma grande rede do bem, que salva vidas e, certamente, vamos trabalhar para levar para outras cidades do Maranhão”, declarou. E acrescentou: “Definimos a implantação em Imperatriz porque é a maior cidade ao sul do Maranhão e garantirá atendimento a toda a região tocantina e sul maranhense. Em São Luís, já temos o Aldenora Belo que atende com excelência o estado todo e conta com o nosso apoio. O trabalho desenvolvido em SP é excepcional. Não pensei duas vezes em trazer para o Maranhão”, ressaltou.

 

Sem Maranhãozinho no páreo, Lahesio aposta em dobradinha com Bolsonaro, que pode optar por Rocha

Lahesio Bonfim: livre de Josimar de Maranhãozinho e sombra de Roberto Rocha na corrida sucessória

A maior preocupação do prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (sem partido), que ameaçava a concretização do seu projeto de disputar o Governo do Estado em dobradinha com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), deixou de existir. Uma fonte com trânsito no grupo próximo ao presidente da República teria ouvido de um dos assessores do Palácio do Planalto que Jair Bolsonaro não cogita apontar o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) como seu candidato ao Governo do Maranhão. Com essa decisão, a preocupação do pré-candidato Lahesio Bonfim passar ser o senador Roberto Rocha, que embora não tenha feito ainda qualquer anúncio nesse sentido, é citado em todas as rodas de conversa como o candidato do presidente Jair Bolsonaro ao Governo do Maranhão. Como é sabido, o prefeito de São Pedro dos Crentes tem dito que seu projeto de candidatura não depende do Palácio do Planalto, mas ele quer fazer dobradinha com o presidente.

São Luís, 11 de Outubro de 2021.

Um comentário sobre “Felipe Camarão entra na corrida aos Leões e, se ganhar o apoio do PT e de Lula e o aval de Dino, pode decolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *