Em cruzada pela presidência da Câmara Federal, Rodrigo Maia faz escala no Maranhão e confirma apoio da maioria da bancada

 

Em cima: Rodrigo Maia (o quinto da direita para a esquerda), na conversa com deputados federais maranhense. Embaixo: o presidente da Câmara Federal  na visita que fez ao ex-presidente José Sarney, a quem pediu o apoio do MDB

Na escala que fez ontem em São Luís em busca de votos para conquistar novo mandato de presidente da Câmara Federal, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) fez o que tinha de ser feito no complicado tabuleiro do xadrez político maranhense: reuniu governistas, independentes e oposicionistas em um almoço no Biana Bistrô, na Avenida Litorânea, e mais tarde desembarcou na Península da Ponta D`Areia para uma visita ao ex-presidente José Sarney (MDB), de quem é uma espécie de parente na política. Agora embalado pelo apoio já declarado da bancada do PSL e reforçado com o aval da esquerda pé no chão (PCdoB, PDT, PSB), Rodrigo Maia caminha para consolidar seu favoritismo e se eleger para mais um mandado à frente da Câmara Baixa, num momento crucial para o maior e mais importante caldeirão político do Congresso Nacional, onde as grandes decisões nacionais são efetivamente discutidas e tomadas.

Eleitoralmente forte, mas politicamente fraco, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) precisa de um líder com o cacife e o perfil de Rodrigo Maia para ter vida menos dura no Congresso Nacional. Na escala maranhense, Rodrigo Maia consolidou o apoio de pelo menos 14 dos 18 deputados federais maranhenses.

No seu primeiro compromisso, Rodrigo Maia – que estava acompanhado de vários aliados – entre eles a deputada fluminense Laura Carneiro (DEM), que fez história na célebre CPI do Crime Organizado na Assembleia Legislativa – conseguiu reunir nove parlamentares eleitos e reeleito das mais diferentes cores partidárias: Márcio Jerry (PCdoB), Rubens Jr. (PCdoB), Bira do Pindaré (PSB), Edilázio Júnior (PSD), Cléber Verde (PRB), Eduardo Braide (PMN), Pedro Lucas (PTB), Júnior Marreca Filho (PEN) e Juscelino Filho (DEM). Representando, com algumas ausências, o espectro político do Maranhão atual, todos lhe declararam apoio, por avaliar que, sob sua presidência, a Câmara Federal será um poder mais aberto, onde as opiniões partidárias. Não se trata de uma posição da bancada, mas das representações partidárias. O grupo almoçou no Biana Bistrô, na Avelina Litorânea, e o único não-eleitor que participou foi o deputado federal e senador eleito Weverton Rocha (PDT), que levou o apoio do deputado federal eleito Gil Cutrim (PDT).

Após o almoço, do qual saiu com o aval dos nove deputados presentes, Rodrigo Maia seguiu para uma visita ao ex-presidente Jose Sarney, no seu apartamento, na Península da Ponta D`Areia, acompanhado dos deputados Edilázio Jr. (PSD), Aluísio Mendes (Podemos), Cléber Verde (PRB) e Juscelino Filho (DEM). Além de pedir o apoio de José Sarney para demover a candidatura do emedebista mineiro Fábio Ramalho, de modo que os dois emedebistas maranhenses, Hildo Rocha e João Marcelo, que estão engajados na campanha do candidato do MDB. Além do mais, Rodrigo Maia tem uma forte relação familiar com o ex-presidente, que é muito amigo do pai dele, o ex-prefeito e atual vereador do Rio de Janeiro, César Maia (DEM). Rodrigo Maia costuma trocar figurinhas com José Sarney sobre o cenário político nacional, obtendo bons conselhos da velha e tarimbada raposa maranhense.

Dos outros oito deputados-eleitores – Josimar de Maranhãozinho (PR), Júnior Lourenço (PR) Pastor Gildenemyr (PMN) e Gil Cutrim (PDT) deverão apoiá-lo, enquanto os emedebistas João Marcelo e Hildo Rocha ainda apoio Fábio Ramalho, André Fufuca deve seguir o seu partido, o PP, e Zé Carlos (PT) vai cumprir a orientação do partido, que poderá apoiar a candidatura do deputado fluminense Marcelo Freixo (PSOL), apoiar Rodrigo Maia ou lançar candidato próprio. Não há até aqui indicativos de que essa composição de maioria a favor de Rodrigo Maia não seja efetivada.

O fato é que Rodrigo Maia aterrissou em São Luís sabendo que terá a maioria dos votos maranhenses, mas depois do almoço com atuais e futuros colegas, e da visita ao ex-presidente José Sarney, Rodrigo Maia seguiu na sua cruzada por votos, certo de que terá pelo menos 14 dos 18 sufrágios do Maranhão. A conferir.

 

PONTO & CONTRAPONTO

 

Destaque

Festa de inaugurações em Tuntum teve conotações políticas em quatro frentes

Daniella Tema, Cleomar Tema, Carlos Brandão e Aluísio Mendes juntos em Tuntum. O ginásio reinaugurado. A entrega de um sistema de abastecimento de água. Entre  Daniella, Tema e Mendes, Brandão fala à multidão na Praça de Eventos

A festa de inaugurações que movimentou Tuntum no último sábado (5) revelou que, mesmo na ausência do governador Flávio Dino (PCdoB) – que está curtindo alguns dias de férias para repor as energias consumidas durante o agitado, estafante, mas vitorioso 2018 –, a veia política da aliança por ele liderada continua pulsando forte. Ali, o prefeito Cleomar Tema (PSB), que é também presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), mostrou que continua merecendo a fama de gestor competente, o deputado federal Aluísio Mendes (Podemos), hoje um ativo militante sarno-bolsonarista, deu um banho de talento na convivência com contrários, e o governador em exercício Carlos Brandão (PRB) deu uma demonstração de que permanece leal ao governador Flávio Dino, e que nessa condição vislumbra dar o grande passo da sua carreira em 2022. E em meio à tríade masculina, a deputada estadual eleita Daniella Tema (DEM) avisou que está no epicentro do jogo político e que pretende exercer um mandato como protagonista.

Em pleno movimento na direção de um novo mandato na presidência da Famem, Cleomar Tema deu mais uma mostra indiscutível da sua capacidade de comandar a máquina administrativa tuntuense pela quinta vez, entregando à população uma série de obras importantes para o município. A série de inaugurações, feitas numa programação que ocorreu na tarde e noite de sábado, incluiu uma escola com seis salas e 2,5 km de asfalto na sede, 7,5 km de asfalto ligando a cidade ao povoado Tabocal, onde foi entregue um sistema simplificado de abastecimento de água; em seguida, a comitiva inaugurou a eletrificação e um sistema de abastecimento de água no assentamento Tabocal, e no assentamento Cigana entregou um sistema de abastecimento de água. De volta à sede, já a noite, o casal anfitrião Cleomar e Daniella Tema, o governador em exercício Carlos Brandão e o deputado federal Aluísio Mendes reinauguraram o Ginásio Orfileno Leda e o Espaço Cultural (Praça de Eventos), finalizando a programação com a entrega, em praça pública, de uma ambulância oriunda de uma emenda paramentar do deputado Aluísio Mendes. Não foi pouca coisa em tempos de penúria financeira nas prefeituras.

O ponto alto da festa foi um encontro dos líderes com uma multidão na Praça de Eventos. Ali, na presença de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e ex-prefeitos da região, e depois de uma tarde inteira de abraços e apertos de mão com eleitores, o governador em exercício Carlos Brandão exaltou a obra do governador Flávio Dino, e deu os recados que achou que devia dar: “Para mim é um orgulho ser amigo e aliado de longa data do Tema, um prefeito diferente, um grande líder político, que à frente da Famem tem colaborado para o bom relacionamento entre municípios e estado”. Na frase, Brandão fez os elogios de praxe, e deixou claro que ele e os mais de 30 prefeitos do seu partido poderão apoiar o projeto de reeleição do presidente da Famem. Assim, além de representar o governador Flávio Dino, Carlos Brandão usou as sutilezas da política para avisar que está em franca movimentação com o objetivo maior de ter uma participação decisiva na corrida sucessória estadual em 2022. E que pretende fazer isso sem alterar um milímetro da sua saudável relação com o governador Flávio Dino.

Por sua vez, o deputado federal reeleito Aluísio Mendes mostrou toda sua habilidade na arte da sobrevivência política ao contrariar a linha de ação do Grupo Sarney, do qual é linha de frente, e manter uma aliança firme e produtiva com o prefeito Cleomar Tema. Em várias falas e entrevistas, Aluísio Mendes fez rasgados elogios ao governador Flávio Dino, reconhecendo a eficácia da saudável e produtiva relação que o Palácio dos Leões mantém com os municípios, a ponto de declarar: “Quero parabenizar o governador Flávio Dino por essas obras e pelo bom relacionamento que seu Governo mantém com os municípios”.

No final, a festa de inaugurações em Tuntum deixou no ar a impressão de que funcionou como uma grande largada em várias frentes: Cleomar Tema arrancou na corrida para conquistar um novo mandato na Famem, Aluísio Mendes largou para consolidar a aliança com o prefeito, o governador em exercício Carlos Brandão deu o passo inicial para ser protagonista em 2022, e a deputada Daniella Tema deu o iniciou a caminhada de uma carreira política que promete. Vale a pena anotar para conferir depois.

 

IstoÉ registra pisada de Hildo Rocha na bola no dia da posse.  Será mesmo?

Hildo Rocha: segundo IstoÉ, ele pisou na bola no dia da posse.de Jair Bolsonaro

A revista IstoÉ que reporta a posse do presidente Jair Bolsonaro registra, na coluna Semana, assinada pelos jornalistas Mário Dimas Filho e Rudolfo Lago, a seguinte nota:

Mais de uma hora antes da cerimônia de posse (de Jair Bolsonaro na presidência da República), o deputado Hildo Rocha (MDB-MA) chegou ao plenário da Câmara e sentou-se na cadeira que usa normalmente, na primeira fila. Acabou retirado de lá por segurança. Hildo foi informado que aqueles lugares estavam reservados aos chefes de Estado estrangeiros. E bufou: “Essa casa é nossa”. Por ele, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Natanyahu, tinha de ir lá para o fundão.

A Coluna não tem e não quer procuração para defender o parlamentar maranhense do escorregão que protagonizou. Mas registra que como ex-prefeito, ex-assessor da então senadora Roseana Sarney e ex-secretários poderoso e influente de várias pastas no Governo Roseana Sarney, Hildo Rocha tem plena e clara noção do que são as convenções na seara política. Daí suspeitar de que houve algum mal-entendido nesse episódio. Do contrário, terá mesmo pisado feio na bola, algo inacreditável para um parlamentar do seu cacife.

São Luís, 08 de Janeiro de 2019.

Um comentário sobre “Em cruzada pela presidência da Câmara Federal, Rodrigo Maia faz escala no Maranhão e confirma apoio da maioria da bancada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *